Apae/DM oferece aula de Equoterapia na sede do município

Geral

Apae/DM oferece aula de Equoterapia na sede do município

A Prefeitura cedeu uma área de mais de 300 m² na sede, por 20 anos, podendo ser prorrogado, para que a Apae continue a desenvolver a Equoterapia

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Domingos Martins – Apae/DM está desenvolvendo o projeto de Equoterapia numa área cedida pela Prefeitura, localizada no Parque Alpina, na Sede. O terreno, com mais de 300m2, possibilita o atendimento a 16 alunos, sendo duas turmas de 8 alunos por semana, às segundas e quintas-feiras, informou Rita de Cássia Noya Maciel Simões, presidente da Apae.

Foto: Divulgação Apae/DM
O terreno cedido pela Prefeitura, com mais de 300m2, possibilita o atendimento a 16 alunos por semana

“A Apae oferece desde 2018 a Equoterapia. Antes da pandemia da Covid-19, atendíamos a 32 alunos em um espaço maior. Agora já estamos solicitando à prefeitura o aumento desta área que nos foi cedida, para que possamos trabalhar com dois cavalos e atender a mais alunos”, explicou Rita de Cássia, completando “quem me conhece sabe que quero sempre melhorar”.

A Equoterapia é um recurso terapêutico e educacional usado no tratamento complementar de apoio a reabilitação física e mental das pessoas com deficiência intelectual e/ou múltipla, onde utiliza o cavalo como instrumento de trabalho em uma abordagem, multi e interdisciplinar, nas áreas de saúde e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial do indivíduo, segundo Silvana Teixeira Santana, assistente social da Apae.

“Esse projeto faz a diferença na vida das pessoas. Temos crianças com autismo severo que não conseguem nem entrar em ambientes fechados, mas conseguem participar e se desenvolver com a Equoterapia”, afirmou Silvana Teixeira Santana.

A presidente da Apae, Rita de Cássia Noya Maciel Simoes diz que “o desenvolvimento do indivíduo com a Equoterapia é muito grande e o aluno só inicia neste projeto após uma avaliação com o fisioterapeuta e a psicóloga”. O tempo de duração da aula, geralmente é de 40 minutos mas depende do tempo e humor da criança.

Foto: Divulgação Apae/DM
As aulas são acompanhadas da psicóloga Raisa Feitosa Teixeira e do fisioterapeuta Francisco Leal Bueloni

O desenvolvimento das crianças que participam do projeto também é confirmado pelas famílias. Louriza Roriz Souza, mãe da Sophia de 7 anos, conta com orgulho a evolução da filha após os dois anos em que ela participa do projeto. “Ela melhorou muito o equilíbrio. Antes, quando andávamos na calçada, por exemplo, ela segurava a minha mão e hoje percebo que ela está mais solta e segura”, contou.

A servidora pública, Miriam Vago, que também é mãe de uma menininha chamada Sophia, de 7 anos, percebeu as mudanças de comportamento na filha após começar a frequentar a Equoterapia. “Ela adora participar do projeto! Percebemos que ela está bem mais confiante, mais segura. O projeto é fundamental. A Apae faz um trabalho maravilhoso! Só tenho a agradecer”.

O Projeto de Equoterapia da Apae de Domingos Martins teve início em 2018, quando a associação era presidida por Carlos Stein e funcionava em outras localidades do município.

O acordo de cessão de uso está descrito na Lei Municipal nº 3.052/2022, sancionada pelo prefeito Wanzete Kruger, e publicada no Diário Oficial dos Municípios de quarta-feira (11). Segundo a Lei, o Termo de Cessão de Uso do terreno vigorará por 20 anos, podendo ser prorrogado. A área tem mais de 300 m² e fica na Rua Pedro Saleme, na quadra 08 do loteamento Parque Alpina, na Sede