• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cachorro é abandonado em frente a bar de Vila Velha com pata operada com arame

  • COMPARTILHE
Geral

Cachorro é abandonado em frente a bar de Vila Velha com pata operada com arame

Ele foi resgatado e precisa de uma operação na pata. Para isso, uma 'vaquinha online' foi criada

Valentim aguarda pela cirurgia na pata / Foto: Arquivo Pessoal

Um cachorro foi abandonado em frente a um bar, em Ilha da Conceição, em Vila Velha. O animal estava com a pata recém operada e dentro do osso haviam colocado um arame. De acordo com a jovem que o resgatou, Taiza Lemos Decarli, ele foi jogado de um carro em frente ao estabelecimento, na última quarta-feira (06).

Segundo Taiza, a irmã da proprietária do bar foi quem ficou com ele, mas não conseguiu cuidar por muito tempo. “Ela colocou nas redes sociais que não poderia ficar mais com ele. Ele chorava muito, não comia, não bebia e rastejava. Foi aí que resolvi buscá-lo na sexta-feira (08)”, contou.

A jovem disse que realmente é difícil cuidar do animal, que passou a se chamar Valentim. Ela disse que o cachorro recusa alimentação e não consegue andar. “Agora ele está internado tratando a infecção”, disse.

Essa infecção, segundo Taiza, foi por conta de uma cirurgia mal feita. “Ele está com uma fratura que algum profissional, mal orientado, enrolou fios de arame na região que deveria levar um pino ou uma chapa. Nós procuramos na região, mas ninguém sabe quem pode ter operado”.

Para realizar outra operação e reparar o erro para tentar recuperar a pata de Valentim, Taiza criou uma vaquinha online, pois sozinha não conseguiria arcar com os gastos. “Fiquei surpresa, pois de ontem para hoje já temos mais de 60% do valor necessário. Precisamos operar o mais rápido possível. Se algum veterinário nos oferecer a cirurgia, vamos doar o dinheiro arrecadado para outros animais que precisam. E se sobrar alguma quantia ou medicação, também vamos doar”, afirmou.

Taiza disse que sempre ajudou animais, mas essa foi a primeira vez que resgatou um, e não sabia o que a esperava. “Sempre ajudei, mas fazendo doações mensais a quem precisava. Mas essa foi a primeira vez que resgatei. Fui sem pensar no gasto”, concluiu.