• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'É a quarta vítima que o trânsito tira da minha família', diz prima de jovem morta em acidente

  • COMPARTILHE
Geral

'É a quarta vítima que o trânsito tira da minha família', diz prima de jovem morta em acidente

Familiar de Aline Pretti aceitou falar, com exclusividade, com a TV Vitória uma semana após a batida que tirou a vida da universitária de 20 anos

Aline morreu em um acidente na Avenida Carlos Lindenberg | Foto: Reprodução

Uma semana após o acidente que matou a universitária Aline Pretti, de 20 anos, um familiar da jovem aceitou falar com uma emissora de televisão. Em entrevista exclusiva à TV Vitória/Record TV, a prima de Aline, Lyzia Pretti, disse que essa é a quarta vez que um membro da família morre vítima de um acidente de trânsito.

"É a quarta vítima que o trânsito tira da minha família. Eu perdi minha avó e dois tios em outro acidente de carro. Muito trágico também", lembrou.

Aline era estudante de biologia em uma universidade particular de Vila Velha e, segundo a família, tinha muitos planos para o futuro. No entanto, os sonhos e a esperança da jovem ficaram para trás.

"Ela disse que estava vivendo o momento mais feliz da vida dela, porque ela estava realizada no curso que ela sempre sonhou, no estágio que ela queria, vivendo um bom momento familiar. Então tudo o que ela desejava para aquele momento estava acontecendo. Acho que o que mais dói é isso, porque contraria muito as leis da natureza", lamentou Lyzia.

O acidente que tirou a vida de Aline aconteceu na última segunda-feira (10), na Avenida Carlos Lindenberg, em Vila Velha. A jovem estava na garupa da moto que era conduzida pelo namorado

No último dia 10, Aline Pretti se envolveu em um grave acidente quando passava de moto com o namorado, pela Avenida Carlos Lindenberg, em Vila Velha. O veículo em que eles estavam bateu em um carro de passeio, em um cruzamento.

Com o impacto, segundo testemunhas, Aline foi arremessada para o alto. O capacete não estaria preso e se soltou antes da vítima cair no asfalto. A universitária morreu na hora. Ela foi enterrada no dia seguinte, em um cemitério localizado na Rodovia do Contorno, em Cariacica.