• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Força-tarefa reúne Marinha, Ibama e voluntários no combate a óleo no ES

Geral

Força-tarefa reúne Marinha, Ibama e voluntários no combate a óleo no ES

No norte do Espírito Santo, região que está sendo monitorada, 75 fuzileiros navais permanecem nas praias de Conceição da Barra, São Mateus e Linhares

Foto: Marinha do Brasil

A Marinha do Brasil confirmou que fragmentos do óleo que afetou as praias da Região Nordeste do Brasil chegaram à Praia de Guriri, em São Mateus, na região norte do Espírito Santo, na última sexta-feira (08). Com a chegada do óleo, a Marinha, o Ministério do Meio Ambiente (Ibama) e o Exército brasileiro reuniram profissionais para o combate ao material.

Segundo informações do órgão, repassadas durante coletiva de imprensa, na manhã deste sábado (09), participam dos trabalhos de combate ao óleo, 150 militares da Marinha, 60 do exército brasileiro, 120 bombeiros, além de voluntários e ambientalistas. 

No norte do Espírito Santo, região que está sendo monitorada, 75 fuzileiros navais permanecem nas praias de Conceição da Barra, São Mateus e Linhares. 

As primeiras manchas de óleo surgiram no dia 30 de agosto, na Paraíba. Desde então, o óleo vem se expandindo e já atingiu mais de 120 praias de todos os Estados da região Nordeste. A estimativa é que 1.027 toneladas de resíduos já foram recolhidos, em 2,5 mil quilômetros da costa. O trabalho de contenção dos danos envolve quase 4 mil pessoas, entre integrantes de forças federais, autoridades estaduais, ambientalistas e voluntários. A origem do óleo ainda é desconhecida, mas as investigações da Polícia Federal apontam que seria teria vindo da Venezuela, em um navio que estaria entre 600 km e 700 km da costa brasileira.

* Com informações do repórter da TV Vitória/ Record TV, Lucas Pisa.