• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Agentes que ajudaram em parto visitam bebê em hospital da Serra

  • COMPARTILHE
Geral

Agentes que ajudaram em parto visitam bebê em hospital da Serra

A criança nasceu na última terça-feira na rua, pois não deu tempo de chegar até um hospital. O parto foi feito pelos agentes da guarda

Os três agentes que fizeram o parto de uma mulher, na Serra, foram na manhã desta quinta-feira (27) fazer uma visita para a criança que ajudaram a trazer ao mundo. A mãe de Emily, como é chamada a menina, deu a luz no meio da rua. Ela foi socorrida pelos agentes, que tiveram que fazer o parto.

Ainda emocionada, a agente Santos relembrou os momentos de apuro quando a mãe estava em trabalho de parto. “Quando ela abaixou e tirou a roupa, já apareceu a cabecinha da criança. Foi um susto muito grande, mas eu estava com o Samu na linha e falei para eles que não havia outra possibilidade. A criança estava nascendo e eu precisava de instrução, pois eu precisava salvar a criança. Os meninos colocaram a mão por baixo com a luva, uma senhora também ajudou e depois fomos para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Serra Sede”, contou.

Os companheiros de farda foram até a maternidade visitar a bebê. O parto inusitado despertou sentimentos até então desconhecidos na vida dos agentes. Nenhum dos três têm filhos, mas a experiência vivida na última terça-feira (25) vai ser levada para sempre. “Não sou pai, sou tio, amo a minha sobrinha, mas essa sensação de pai eu senti ali na hora”, disse o agente sacramento. Já o agente Carvalho afirmou que vai guardar o momento para sempre. “É muito difícil de esquecer isso um dia. É algo para a vida toda”.

A mãe de Emily tem problemas psicológicos e vive em situação de rua. Por isso os médicos da maternidade adotaram procedimentos jurídicos para saber qual será o futuro de mãe e filha. De acordo com os funcionários do hospital, a mulher já é mãe de quatro filhos, mas não mora com nenhum.

Por causa da doença mental, a mulher recebe cuidados diferenciados. Apesar do parto improvisado, a criança nasceu saudável, com 48 centímetros e 2,9 kg. A expectativa é de que as duas recebam alta nesta sexta-feira (28).