• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

BMW nega participação em cartel de montadoras e União Europeia investiga

  • COMPARTILHE
Geral

BMW nega participação em cartel de montadoras e União Europeia investiga

A Comissão Europeia confirmou que a Volkswagen pediu aos órgãos antitruste da região que examinassem décadas de possíveis esforços coordenados entre as principais montadoras do país

A montadora de luxo alemã BMW negou ontem que teria cooperado com as rivais Volkswagen, Audi e Porsche para manipular mecanismos de controle de emissão de poluentes, após a Comissão Europeia confirmar que a Volkswagen pediu aos órgãos antitruste da região que examinassem décadas de possíveis esforços coordenados entre as principais montadoras do país.

"Os veículos da BMW não são manipulados e cumprem seus respectivos requisitos legais", disse a montadora por meio de nota.

Os comentários foram feitos após a Volkswagen, a maior montadora da Alemanha, alertar as autoridades antitruste da Europa sobre negociações entre a própria Volkswagen e seus principais rivais no país, de acordo com uma fonte a par da situação.

"A Comissão Europeia e o Bundeskartellamt receberam informações sobre esse assunto, o qual está atualmente sendo avaliado pela Comissão", disse um representante do órgão em nota. "É ainda muito prematuro especular além disso".

Um porta-voz do escritório federal que combate cartéis na Alemanha recusou comentar sobre a investigação. O órgão disse que desde o ano passado tem analisado a possibilidade de que as montadoras e as siderúrgicas tenham fixado o preço do aço.

Na sexta-feira, as ações das companhias afetadas caíram após a revista Der Spiegel revelar a investigação. Os papéis da Volkswagen chegaram a cair quase 5%, fechando em queda de 3,64%, enquanto a BMW recuou 2,61%.

Hoje, a notícia continuou pressionando o mercado local e provocando queda nas ações das montadoras. A Volkswagen fechou em queda de 1,38%, enquanto a BMW anotou perdas de 2,77%. Fonte: Dow Jones Newswires.