• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Em um mês de funcionamento, aplicativo já flagrou 57 infrações no trânsito de Vitória

  • COMPARTILHE
Geral

Em um mês de funcionamento, aplicativo já flagrou 57 infrações no trânsito de Vitória

Apesar dos flagras serem reais, os motoristas infratores não receberão multas, apenas uma carta de advertência com o intuito de conscientização

Em um mês de funcionamento em Vitória, o aplicativo Capester, utilizado para "acusar" infrações de trânsito praticadas na capital, já recebeu quase 500 vídeos de usuários e 57 deles foram confirmados realmente como infrações de trânsito pelos agentes.

Apesar dos flagras serem reais, os motoristas infratores não receberão multas, apenas uma carta de advertência com o intuito de conscientização.

Gravadas de forma anônima por quem já possui o aplicativo, as infrações aconteceram em diversos bairros de Vitória. 

“Quem comete uma infração de trânsito na verdade está desrespeitando toda uma coletividade, várias pessoas que se sentem incomodadas com a falta de educação no trânsito. E com as cartas de advertência educativa pretendemos mostrar isso aos motoristas infratores, para que eles não voltem a desrespeitar o trânsito”, declara o secretário de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana, Tyago Hoffmann.

O aplicativo

Criado por uma empresa israelense, o Capester possibilita a gravação, de forma anônima, de vídeos de irregularidades no trânsito de Vitória. Após a gravação, é possível encaminhar os flagrantes para a Guarda Municipal.

Antes de Vitória, apenas a cidade de Porto Alegre utilizava o sistema no Brasil.

Como utilizar

Para utilizar o Capester, basta baixar o aplicativo, que está disponível para qualquer tipo de celular. O programa possui um tutorial que dá algumas dicas:

a) Evite filmar na presença do condutor do veículo ou confrontá-lo;

b) O vídeo precisa ter no mínimo 15 segundos;

c) É possível reportar qualquer tipo de infração de trânsito;

d) O anonimato do autor do vídeo é preservado;

e) As imagens dos carros em situação irregular não devem ser divulgadas em outros meios identificando o infrator ou a placa do carro;

f) Os vídeos só podem ser enviados utilizando diretamente o aplicativo e por isso não podem ser editados.