• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Com entrada gratuita, filme inspirado em Maria da Penha será exibido em São Pedro

  • COMPARTILHE
Geral

Com entrada gratuita, filme inspirado em Maria da Penha será exibido em São Pedro

O longa será exibido na sede do Movimento de Mulheres Unidas de São Pedro (Musp), a partir das 19 horas. A entrada é gratuita

Nesta quarta-feira (23) será exibido, em Vitória, o filme "Vidas Partidas", inspirado na vida de Maria da Penha, que deu origem à criação da lei de combate à violência doméstica. O longa será exibido na sede do Movimento de Mulheres Unidas de São Pedro (Musp), a partir das 19 horas. A entrada é gratuita.

A iniciativa, que é uma realização da Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos (Semcid) e do Musp, faz parte das comemorações dos 11 anos da criação da lei e também dos 31 anos da entidade. Durante o encontro, haverá ainda uma roda de conversa e sorteio de brindes.

Segundo a coordenadora do Centro de Referência e Atendimento às Mulheres em Situação de Violência (Cramsv), Lorena Padilha, a escolha do local para exibição da obra foi feita, principalmente, porque São Pedro é a região onde existe o maior número de atendimentos no serviço.

"O filme trata da história de uma mulher que sofre com os ataques violentos do companheiro dentro de casa. E discutir esse tema é importante porque chama atenção para o problema e alerta as mulheres que vivem nessa situação para denunciar os agressores", disse.

Enfrentamento

As mulheres em situação de violência podem procurar ajuda no Cramsv, na Casa do Cidadão, das 12 às 19 horas. No espaço, as vítimas recebem acompanhamento psicológico e social para que ela possa enfrentar e superar o quadro violento. Não é necessário o agendamento prévio para o primeiro atendimento.

Maria da Penha

Durante esta semana, a Semcid vai promover ainda outras ações alusivas à data. A partir de uma parceria com o Centro de Referência da Juventude (CRJ), será feita uma arte em grafite na fachada do imóvel onde funciona o Plantão Especial da Mulher, na rua Hermes Curry Carneiro, na Ilha de Santa Maria. O trabalho será realizado pelas artistas Kika e Amanda Brommonschenkel.

No encontro, ainda haverá uma roda de conversa com o tema "Diversas formas de Violências e a Rede de proteção à mulher em situação de violência".

Saiba mais sobre o filme

Na história de "Vidas Partidas", Naura Schneider vive a personagem Graça, uma mulher bem-sucedida e apaixonada. Após alguns anos de casada, passa a ser vítima de violência doméstica em 1980. Domingos Montagner é o marido, Raul, um homem sedutor que, por ciúme, começa a agredir a esposa.

A boa relação entre o casal começa a mudar quando Raul fica desempregado e Graça avança em sua carreira. A partir daí, as cenas de ciúmes são frequentes e começam as agressões físicas e psicológicas.