• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Eco 101 alega dificuldade com licenças ambientais e crise econômica para não realizar duplicação

  • COMPARTILHE
Geral

Eco 101 alega dificuldade com licenças ambientais e crise econômica para não realizar duplicação

Contrato de concessão foi assinado em 2013. A empresa teria 25 anos para concluir a duplicação de mais de 475 quilômetros

A Eco101, concessionária responsável pela administração da BR-101 no Espírito Santo, enviou à Agência Nacional dos Transportes Terrestres um pedido de repactuação do contrato de concessão da Rodovia. A informação foi passada pela empresa por meio de nota, nesta segunda-feira (24). A Eco101 é responsável pelo trecho  de mais  475 quilômetros que corta 25 municípios capixabas, desde o trevo de acesso a Mucuri no Sul da Bahia,  até a divisa com o Rio de Janeiro Santo. 

Pela nova proposta da empresa, a duplicação de todo o trecho capixaba, prevista pelo contrato assinado em 2013, seria substituída por uma composição entre a construção de contornos, que terão pistas duplicadas, trechos de duplicação propriamente dita e construção de terceiras faixas. 

A concessionária alega que, desta forma, as obras  não exigiriam liberação dos órgãos ambientais, podendo ser concluídas com mais rapidez. Ainda de acordo com a nota enviada pela empresa, os trechos de terceiras faixas, no entanto, poderão passar por duplicação, assim que o nível de serviço (indicador calculado a partir da fluidez de trânsito e tempo de viagem) exigir.

Além dos atrasos nas licenças ambientais, a Eco 101 justifica o pedido alegando a inclusão de obras não previstas e à crise econômica. De acordo com a empresa, o valor do investimento previsto não seria alterado e a prioridade de investimento seria a construção de cinco contornos nas cidades de Linhares, Fundão, Ibiraçu, Rio Novo do Sul e São Mateus. 

A empresa tem até o final do contrato de concessão, que tem duração de 25 anos, para realizar as obras de duplicação de toda extensão da BR 101. A Eco 101 justificou que vem cumprindo suas obrigações contratuais e já investiu mais de R$ 880 milhões em intervenções como a implantação de estrutura para atendimento aos usuários da rodovia,  construção de oito passarelas, instalação de 14 km de vias locais, recuperação de quase 300 km de pavimento, instalação de elementos de proteção, segurança e sinalização. Além disso, estão em andamento obras de duplicação em quatro trechos da BR-101 e o contorno de Iconha.