• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Qualificação profissional gratuita em Vitória garante emprego e renda para capixabas

  • COMPARTILHE
Geral

Qualificação profissional gratuita em Vitória garante emprego e renda para capixabas

Os cursos de qualificação profissional contaram com quase 130 vagas

O aperfeiçoamento profissional pode fazer a diferença na hora de conquistar uma vaga no mercado de trabalho ou mesmo ajudar o trabalhador a conseguir uma renda extra em momentos difíceis. É isso que buscam alunos de seis cursos gratuitos de qualificação que estão em andamento na capital: informática básica, cabeleireiro assistente, doces e bombons, docinhos infantis, tortas doces e tortas salgadas.

"Comecei há um ano a atuar na área de alimentação. Tenho uma food bike para a venda de doces, bolos, bolos no pote e bombons. Estou participando da oficina de tortas doces para me aperfeiçoar. Este é o terceiro curso que faço, e está dando muito certo. É preciso melhorar sempre e ter novidades para conquistar os clientes", ressaltou a empreendedora Mayara Assunção Miranda.

Para a salgadeira e confeiteira Andrea dos Santos Nascimento, essa oportunidade, por meio da parceria entre a Associação das Obras Pavonianas e a Prefeitura de Vitória, é muito importante para fazer a diferença. "Nunca fiz curso de qualificação, mas agora quero me aprimorar para poder dar continuidade ao trabalho. O mercado está crescendo e estou sentindo necessidade de melhorar o meu produto e conseguir um resultado final melhor para o cliente", apontou.

Volta ao mercado de trabalho

Já a jovem Analice de Oliveira está buscando conhecimento e uma nova oportunidade profissional para poder voltar ao mercado de trabalho. "A área de beleza é um segmento de que gosto e que considero ter facilidade em aprender. Nunca trabalhei como profissional, mas em casa costumo fazer o cabelo de amigos e irmãs", contou a aluna do curso de cabeleireiro assistente, ressaltando que ter o próprio salão é uma meta futura.

A colega de turma Eliana Rosa da Silva, que já atua como cabeleireira, dá força a ela e diz que é preciso estar ligada nas novidades sempre. "Tenho meu salão de beleza há dois anos e, desde então, procuro me aperfeiçoar. É preciso fazer isso sempre que possível. E cursos de qualificação como esse são fundamentais e nos ajudam a fazer a diferença", destacou.

Sonho e oportunidade

Para a copeira Leonice Farias, participar do curso de informática básica é a realização de um sonho para poder usar o computador que tem em casa e, também, uma oportunidade que a ajudará a ter condições de fazer um curso profissional na área de Enfermagem.

"Não sabia nada de informática, mas agora estou conseguindo aprender um pouquinho. Quero deixar de ser uma analfabeta digital. Está difícil, mas estou conseguindo. Até o final do curso estarei craque. Estou realizando um sonho. Além disso, a informática vai me ajudar no curso técnico de Enfermagem, que quero fazer em breve", contou.

Perfil

A gerente de Qualificação do Trabalhador da Secretaria Municipal de Turismo, Trabalho e Renda (Semttre), Fabiana Santos de Oliveira Gomes, destacou que a qualificação profissional é fundamental para o ingresso e a permanência do trabalhador no mercado de trabalho, principalmente, em momentos de crise econômica.

"Atualmente, nota-se uma mudança no perfil do público que tem procurado os cursos ofertados. Com a crise e o desemprego, mesmo pessoas com alta escolaridade e qualificação têm buscado alternativas de trabalho e de complementação de renda. Por isso, foram pensadas formações que possibilitem um retorno mais rápido em termos de geração de renda".

A gerente destaca que a parceria com a Associação das Obras Pavonianas tem sido fundamental para a promoção dos cursos e oficinas de qualificação profissional. "Tem sido uma soma de forças na busca do mesmo objetivo, que é a qualificação profissional para a geração de trabalho e renda", afirmou.

Capacitações

Os seis cursos de qualificação profissional contaram com 126 vagas: Doces e bombons (18); Docinhos infantis (18); Tortas doces (18); Tortas salgadas (18); Informática básica/Matutino (18); Informática básica/vespertino (18); e Cabeleireiro assistente (18).

Eles foram oferecidos por meio de uma parceria entre a Associação das Obras Pavonianas de Assistência (AOPA), Secretaria Municipal de Turismo, Trabalho e Renda (Semttre) e o Serviço Social da Indústria no Espírito Santo (Sesi-ES).