• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Casos de judicialização da saúde no Espírito Santo crescem 341% em 5 anos, diz Sesa

  • COMPARTILHE
Geral

Casos de judicialização da saúde no Espírito Santo crescem 341% em 5 anos, diz Sesa

Em setembro deste ano, foram mais de 7 mil demandas, com o gasto total de quase R$ 60 milhões

Em apenas um dia, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), recebeu 98 ações de pacientes que buscaram a Justiça para ter acesso à exames, internações e cirurgias.

Entre os anos de 2011 e 2016, a Sesa registrou um crescimento de 347% na quantidade de ações. Em 2016, foram quase 10 mil processos que, ao todo, geraram um gasto de R$ 80 milhões para o Governo do Espírito Santo. 

O que é a judicialização da saúde?

A judicialização da saúde é quando as pessoas conseguem internações e medicamento por meio da Justiça, como a última alternativa para obtenção do medicamento ou tratamento negado pelo SUS, seja por falta de previsão na RENAME (Relação Nacional de Medicamentos), seja por questões orçamentárias.

Para falar sobre soluções, investimentos na saúde pública, o programa Fala Manhã, da TV Vitória/ Record TV, recebeu na manhã desta quarta-feira (27), o secretário estadual de saúde, Ricardo Oliveira.

Assista a entrevista

Entenda

Durante essa semana, está sendo discutido na capital, a judicialização da saúde no Brasil, no Centro de Convenções da Vitória. O evento se encerra no dia 29. Segundo a organização, a ideia é construir um diálogo entre juristas e a comunidade médica.

A defesa do direito à saúde e com a manutenção dos serviços públicos de qualidade. Entre outros temas abordados na programação estão: financiamento e orçamento da saúde; medicamentos, logísticas reversas, prestação do serviço de saúde complementar e suplementar, além da nova proposta dos planos de saúde populares frente à crise de mercado dos hospitais privados e filantrópicos.

Serviço

5º Congresso Brasileiro Médico e Jurídico

Tema principal: "Gestão pública, planos de saúde e judicialização: um debate urgente!"

Data: 27 a 29 de setembro

Local: Centro de Convenções de Vitória

Público-alvo: membros do judiciário brasileiro, médicos e operadores da saúde no SUS.