• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Emoção e alegria marcam a ordenação do primeiro Bispo de Cachoeiro nomeado pelo Papa

  • COMPARTILHE
Geral

Emoção e alegria marcam a ordenação do primeiro Bispo de Cachoeiro nomeado pelo Papa

Dom Juarez Delorto Secco será apresentado na Arquidiocese do Rio de Janeiro no próximo dia 7 de outubro. A Ordenação Episcopal foi realizada no parque de exposições de Cachoeiro e reuniu centenas de fiéis

A Diocese de Cachoeiro realizou no último sábado (9), a Ordenação Episcopal de Dom Juarez Delorto Secco, o primeiro bispo cachoeirense nomeado pelo Papa Francisco. O evento foi realizado no parque de exposições Carlos Caiado Barbosa, no bairro Aeroporto, e foi marcado pela emoção e alegria de centenas de fiéis.

Presidida pelo Arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, a celebração contou com a presença de inúmeros Bispos da CNBB de Minas Gerais e Espírito Santo; o Arcebispo Metropolitano de Vitória, Dom Luiz Mancilha Vilela; e o Bispo Diocesano de Cachoeiro, Dom Dario Campos; os bispos auxiliares do rio de Janeiro Dom Antonio Augusto Dias Duarte e Dom Luiz Henrique da Silva Brito.

Dom Juarez foi nomeado foi nomeado pelo Papa Francisco como Bispo titular de “Vesegela di Numidia” e auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Ao ser eleito, escolheu como lema episcopal ‘Permanecei no meu amor’ (em latim: ‘Manete caritate mea’), baseado no capítulo 15 do Evangelho de São João.

No início da celebração, Dom Dario Campos acolheu a todos, pedindo uma salva de palmas: “Sejam bem-vindos povo de Deus”. Também pediu palmas para a Arquidiocese do Rio e para Dom Orani João Tempesta. O nosso Bispo Diocesano lembrou ainda a presença de Dom Luiz Mancilha Vilela, que ordenou o então Padre Juarez, em 10 de março de 2001, período em que era o Bispo de Cachoeiro de Itapemirim.

O primeiro Bispo de Cachoeiro agradeceu aos familiares e o acolhimento da Igreja. “Gostaria de agradecer a Deus por tudo de bom que Ele fez e continua fazendo em minha vida. Agradeço a minha família que sempre me apoiou em tudo, em especial, meu pai que não está aqui, mas no convívio dos Santos, e minha mãe. Meus irmãos, primos, tios e demais familiares. Agradeço ao Papa Francisco que me chamou ao episcopado, a esse servido a Igreja de Deus. Ao Cardeal Orani, que desde o momento em que soube de minha nomeação me deu toda atenção e acolheu com muito carinho. Dom Dario Campos, Dom Luiz e Dom Célio de Oliveira Goulart, que foi nosso bispo e me transferiu para a Catedral de São Pedro, aos demais bispos presentes, aos bispos auxiliares do Rio, aos presbíteros da Diocese de Cachoeiro, que me ajudaram no amadurecimento da fé. Agradeço também aos presbíteros da Arquidiocese do Rio de Janeiro que vieram e estão aqui presentes, aos diáconos, seminaristas, religiosos, e a todo o povo de Deus. Que Deus abençoe a todos”, completa.

Dom Juarez Delorto Secco será apresentado na Arquidiocese do Rio de Janeiro no dia 7 de outubro, às 8h30, durante celebração na Catedral de São Sebastião.