• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ex-marido de médica assassinada já trabalhou como assessor do chefe da Polícia Civil do ES

  • COMPARTILHE
Geral

Ex-marido de médica assassinada já trabalhou como assessor do chefe da Polícia Civil do ES

Hilário Frasson ingressou na corporação em janeiro deste ano. Antes disso, ele atuava como assessor jurídico no Tribunal de Justiça

O Policial Hilário Frasson, ex-marido da médica Milena Gotardi Tonini Frasson, de 38 anos, assassinada a tiros no Hospital das Clínicas, em Vitória, na última quinta-feira (14), atuou como assessor técnico do gabinete do Chefe da Polícia Civil, Guilherme Daré, logo após sua admissão na corporação, em janeiro deste ano.

A informação é da própria Polícia Civil, que informou ainda que, em seguida, Frasson foi realocado para a seção de contratos e convênios da administração geral da corporação. Ainda de acordo com a PCES, posteriormente o policial foi transferido para o Distrito Policial de Cariacica Sede.

Já colegas de trabalho de Frasson disseram que ele atua na diretoria financeira da Polícia Civil, localizada na Chefatura de Polícia, mas que não voltou ao trabalho desde a morte da ex-mulher. Conforme consta na página da transparência do Governo do Estado, Hilário iniciou sua carreira na Polícia Civil em janeiro deste ano e segue como funcionário ativo. 

Antes disso, Frasson atuou no Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) como assessor jurídico, mas foi exonerado, no final do ano passado, para assumir o cargo de investigador na PCES. 

Ele e Milena estavam em processo de separação há três meses. A polícia não confirma se o policial está entre os suspeitos de envolvimento na morte da medica, mas o celular e a arma dele foram apreendidos nos primeiros dias de investigação.

Nesta quarta-feira (20), o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Espírito Santo (OAB-ES), Homero Mafra, assumiu a defesa de Hilário. Segundo Mafra, o policial não possui qualquer envolvimento no assassinato de Milena e que está chateado com as insinuações de que ele seria o mandante do crime.