• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Merkel diz que terá que construir novo governo na Alemanha

  • COMPARTILHE
Geral

Merkel diz que terá que construir novo governo na Alemanha

Muito aplaudida por seus correligionários, Merkel lembrou da "entrada do AfD (Parlamento da Alternativa para a Alemanha , de extrema-direita) no Bundestag

Apontada pelas pesquisas de boca de urna como vencedora pela quarta vez das eleições presidências alemãs, a chanceler Angela Merkel celebrou neste domingo (24) a vitória de seu partido CDU (União Democrata-Cristã) no pleito.

— Nós esperávamos um melhor resultado, mas não vamos esquecer que temos desafios nesse novo período legislativa. Conseguimos ganhar, e eu tenho a função de construir o governo e liderar esse governo. É uma responsabilidade estar há 12 anos no governo.

Muito aplaudida por seus correligionários, Merkel lembrou da "entrada do AfD (Parlamento da Alternativa para a Alemanha , de extrema-direita) no Bundestag e temos que fazer uma análise séria sobre isso e entender quais são as razões para a eleição desse partido".

— Temos que ser um país com justiça social e queremos construir um país e uma Europa mais forte. Precisamos lidar com as imigrações e como gerir isso também sob o foco da segurança. Temos muitas responsabilidades.

No pleito disputado neste domingo, o principal adversário de Merkel era o Martin Schulz, líder do SPD. Ambos disputavam os votos de cerca de 61,5 milhões de alemães aptos a votar no país.

Os levantamentos de boca de urna apontam que o partido de Merkel se sagrou vencedor das eleições com 32,5% dos votos, contra 20% conquistados pelo SPD (Partido Social-Democrata).

Nas eleições regionais do ano passado, os conservadores de Merkel sofreram contratempos ao AfD, que se aproveitou do ressentimento em sua decisão de 2015 de abrir as fronteiras alemãs para mais de um milhão de migrantes.

Aqueles contratempos fizeram Merkel, a filha de um pastor que cresceu na Alemanha Oriental comunista, considerar se ela deveria concorrer a nova reeleição.

Mas com o assunto migração sob controle este ano, ela decidiu se jogar na campanha, se apresentando como uma âncora de estabilidade em um mundo incerto.

Visivelmente mais feliz, Merkel fez campanha com uma renovada convicção: determinar de reaparelhar a economia para a era digital e evitar futuras crises migratórias, entre outros objetivos, servindo como um contraponto de equilíbrio no mundo ocidental.

Com informações do R7.