• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mutirão de entrega será realizado pelos Correios neste fim de semana

  • COMPARTILHE
Geral

Mutirão de entrega será realizado pelos Correios neste fim de semana

A paralisação dos trabalhadores dos Correios acontece desde o dia 19 de setembro

Para colocar em dia a carga de objetos postais em atraso, devido à paralisação dos trabalhadores que acontece desde o último dia 19, os Correios vão realizar um mutirão neste final de semana, sábado (30) e domingo (01), em todo o país, na qual todos os serviços serão ofertados, inclusive o SEDEX e o PAC.

De acordo com a empresa, nesta sexta-feira (29), 84,42% dos empregados em todo o país estão trabalhando normalmente, o que corresponde a 91.651 funcionários. No Espírito Santo, o efetivo em atividade é de 1672 empregados, equilavente a 85,44% do número total.

Os serviços com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária) estão suspensos durante o mutirão do final de semana.

Na última quinta-feira (28), o Tribunal Superior do Trabalho determinou, em decisão liminar, que a greve dos trabalhadores dos Correios é abusiva. Diante disso, os Correios aguardam o retorno dos empregados aos seus postos de trabalho e adotarão as providências necessárias para ingressar com dissídio coletivo no TST.

A paralisação

No último dia 22, os Correios e a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) chegaram a uma proposta de Acordo Coletivo de Trabalho para o biênio 2017/2018, que contemplava reajuste de 3% nos salários e benefícios a partir do mês de janeiro de 2018 e manutenção do ACT 2016/2017. No entanto, na última terça-feira (26), trabalhadores ligados a essa federação decidiram aderir à paralisação que já havia sido iniciada por outros sindicatos.

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) iniciou a paralisação nas suas bases sindicais no dia 19, antes do fim das negociações.