• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Parentes e amigos se despedem de família morta em acidente em Fundão

  • COMPARTILHE
Geral

Parentes e amigos se despedem de família morta em acidente em Fundão

Os corpos das três vítimas foram velados, na manhã desta segunda-feira, na igreja evangélica que a família frequentava, no bairro Sotema, em Cariacica

Familiares e amigos da família que morreu em um grave acidente, ocorrido na noite do último sábado (16), na BR 101, em Timbuí, Fundão, foram até o velório prestar a última homenagem às três vítimas.

Os corpos de Luciano Carlos Vieira, de 40 anos, da esposa dele, Tânia Patrícia de Oliveira Olímpio, de 47, e do filho do casal, Diogo Oliveira Vieira, de 11, foram velados, na manhã desta segunda-feira (18), na igreja evangélica que a família frequentava, no bairro Sotema, em Cariacica.

"Para dizer a verdade, até agora eu não estou acreditando que ele morreu, ainda não caiu a ficha. Ele é meu primo, mas eu sempre tive ele como um irmão", disse uma prima de Luciano, a dona de casa Sônia Maria Gonçalves.

Os três morreram depois que o carro onde eles estavam bateu de frente com um ônibus, na altura do Km 240 da rodovia, por volta das 23h30 de sábadoA família voltava do casamento de um amigo da igreja. A festa foi realizada em Vila Pavão, no noroeste do estado.

De acordo com amigos, a família participava ativamente das atividades da igreja e era muito querida por todos. Tânia ficava sempre na porta, recebendo os fiéis que chegavam para o culto. Já Luciano era o baterista da banda da igreja. O filho do casal também já trabalhava, ajudando na passagem de som.

Segundo familiares das vítimas, participar da obra era fundamental em suas vidas. "A vida dele era do serviço para a igreja. A esposa dele também era uma serva de Deus. Não tenho nada a reclamar deles. Sempre foram pessoas ótimas, maravilhosas, alegres, felizes, contentes", afirmou Sônia. 

"A vida dela era trabalhar para o Senhor. Ela só tinha palavras boas para passar para mim, para todo mundo. E a filha dela, que é minha vida também, deixou até de ir nesse casamento para ficar no meu aniversário", contou a cunhada de Tânia, a dona de casa Teresinha Conceição.

Teresinha, que é irmã do primeiro marido de Tânia, disse que conhecia a vítima há muitos anos e afirma que perdeu muito mais que uma cunhada.

"Mesmo depois que meu irmão faleceu, nosso amor continua a mesma coisa. Ela [a filha de Tânia] amava demais a mãe, o irmão e o padrasto. Agora eles estão lá no céu e eu peço oração para toda a família, especialmente para minha sobrinha", disse.

Acidente

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo em que a família estava invadiu a contramão e bateu de frente com um ônibus, que havia saído de Vitória e seguia para Itabuna, na Bahia. No coletivo havia 29 passageiros, mas nenhum deles ficou ferido. 

A PRF ainda não sabe o motivo de o carro ter invadido a contramão, mas existe a suspeita de que Luciano, que dirigia o veículo, tenha dormido ao volante.

"O casamento foi realizado aproximadamente às 17 horas e quando foi às 19, 20 horas nós estávamos retornando para Vitória. Eu acredito que possa ser cansaço, porque bebida alcoólica ele não ingeria. Eu sou pastor deles há quase oito anos e posso afirmar que bebida alcoólica não foi de maneira alguma", afirmou o pastor Alexandre Barbosa da Conceição, amigo da família.

As causas do acidente ainda não estão claras e o caso vai ser investigado pela Polícia Civil. Luciano e Tânia estavam juntos há 14 anos. A mulher deixa uma filha de 22 anos e o homem dois filhos, um de 16 anos e outro de 20 anos.

"Eu ainda estou em estado de choque, estou à base de remédio. Ele é um amor de pessoa. Minha mãe nem sabe que ele faleceu e nem pode falar com ela, porque eu tenho medo de acontecer alguma coisa. Ela é apaixonada por ele. Nós perdemos uma pessoa muito querida da família", lamentou Sônia.

O enterro foi realizado no cemitério de Alto Lage, também em Cariacica, na tarde desta segunda-feira.