• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cachoeiro vai iniciar novo programa de educação integral em 2018

  • COMPARTILHE
Geral

Cachoeiro vai iniciar novo programa de educação integral em 2018

O currículo escolar do programa está em fase de elaboração e deve contar com atividades educacionais, recreativas, esportivas e culturais complementares e interligadas às disciplinas estudadas em sala de aula

A Secretaria de Educação de Cachoeiro começa a implantar, no próximo ano letivo, um novo programa de Educação Integral na rede municipal. As escolas ‘Athayr Cagnin’, no bairro Nossa Senhora de Fátima, e ‘Aurora Estellita Herkenhoff’, no bairro Aquidaban, foram as escolhidas para desenvolver a fase piloto dessa iniciativa, que fornecerá aos estudantes uma jornada escolar ampliada, com aulas da grade básica e atividades extras para o aperfeiçoamento de competências intelectuais, físicas e sociais.

Na escola ‘Athayr Cagnin’, o atendimento será feito a cerca de 200 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Já a escola ‘Aurora Estellita’ atenderá turmas do Pré 1 e do Pré 2 da educação infantil. A implantação do programa será conduzida com apoio do Comitê Municipal de Educação Integral, que tomou posse nesta semana.

A criação do comitê está prevista na meta 6 do Plano Municipal de Educação (PME), que versa sobre a oferta de educação em tempo integral na rede pública municipal de ensino. Cabe aos membros do grupo acompanhar a evolução das ações relativas ao programa, além de realizar estudos e debater questões sobre o tema.

Enntre os integrantes do comitê, estão representantes das secretarias municipais de Educação, Cultura, Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente e Esporte e Lazer, além do Conselho Municipal de Educação (CME), da Associação Civil ‘Rochativa’ e do Centro Universitário São Camilo.

“Toda a nossa equipe está muito empolgada, a cabeça está borbulhando de ideias. A escola de tempo integral vai muito além de deixar o aluno por mais tempo na escola. Os estudantes terão o seu tempo ocupado com atividades enriquecedoras. E é um projeto que atende a toda a comunidade, na medida em que todos utilizam o espaço da unidade e zelam por ele”, completa a gestora da escola ‘Athayr Cagnin’ e integrante do comitê, Geilza dos Santos Álvaro.