• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cerimônia marca início da operação do sistema de abastecimento de água Reis Magos

  • COMPARTILHE
Geral

Cerimônia marca início da operação do sistema de abastecimento de água Reis Magos

O governador Paulo Hartung ressaltou que a inauguração do Sistema de Abastecimento de Reis Magos é um fato histórico no Espírito Santo

Na manhã desta quinta-feira (26) ocorreu a entrega do Sistema de Abastecimento de Água Reis Magos, o quinto a ser construído na Região da Grande Vitória desde 1909. O sistema teve investimento de R$ 70 milhões. O abastecimento consiste na captação de água no rio com um canal de adução a céu aberto com 500m de extensão revestido em concreto, adutora e elevatória de água bruta, estação de tratamento, reservatório para cinco milhões de litros, elevatória e adutora de água tratada de 15 quilômetros, com diâmetro de 700 milímetros, que alimentará o reservatório localizado em Serra Sede, que armazena seis milhões de litros.

O governador Paulo Hartung ressaltou que a inauguração do Sistema de Abastecimento de Reis Magos é um fato histórico no Espírito Santo. Hartung explicou que além desse Sistema, o Governo Estadual está com um conjunto de ações para garantir segurança hídrica aos capixabas. Entre as medidas citadas pelo governador estão a construção de 61 barragens em diferentes regiões do Estado.

“Tivemos que adiantar esse projeto de Reis Magos. No plano estratégico da Cesan estava previsto para ser executado em 2020 e foi justamente por conta da crise hídrica e os desafios causados por ela que adiantamos este importante Sistema de Abastecimento. É um investimento impactante. Coletamos água do Rio Reis Magos, tratamos e distribuímos já tratada para Serra Sede. Estamos injetando na rede da Região Metropolitana o equivalente ao consumo de Cachoeiro de Itapemirim. Só nesta estação estamos com capacidade de atender entre 150 e 160 mil pessoas, o que é um passo importantíssimo”, avaliou.

O Sistema de Abastecimento de Água Reis Magos recebeu investimentos de R$ 70 milhões financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes). Está instalado na zona rural de Serra, em Putiri, e estava planejado para ser construído em 2020. Em resposta à pior crise hídrica que já atingiu o Espírito Santo nos últimos 80 anos, o Governo do Estado e a Cesan (Companhia Espírito Santense de Saneamento) anteciparam os planos e entregam à população um novo sistema capaz de fornecer mais de 43 milhões de litros de água tratada por dia, que deve beneficiar diretamente 150 mil moradores de Serra e indiretamente 700 mil habitantes da Região Metropolitana da Grande Vitória, pois vai aliviar a sobrecarga sobre o Sistema Santa Maria da Vitória.

O presidente da Cesan, Pablo Andreão, destacou o caráter inovador da obra e a sinergia com outros programas do Governo. “Essa foi uma obra realizada pela Cesan com recursos exclusivos do Tesouro do Estado, o que demonstra o compromisso do Governo com as contas e com as pessoas. Uma obra que também inova, pois conta com uma estação de tratamento automatizada que pode ser operada por apenas uma pessoa. Com esse novo sistema aumentamos a oferta de água tratada para a Região Metropolitana da Grande Vitória. Mas estamos trabalhando lá em cima também, onde nascem os rios, com um conjunto de ações integradas e investimentos para coletar e tratar o esgoto das cidades e recuperar a cobertura vegetal e as nascentes, pelo Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem, a maior iniciativa ambiental já realizada no Espírito Santo”, explicou.

O último sistema de abastecimento foi construído em 1983, para captar água do Rio Santa Maria da Vitória e, juntamente com os sistemas Cobi, Duas Bocas e Jucu, integra o sistema de abastecimento de água da Região Metropolitana da Grande Vitória. Desde então a Cesan e o Governo do Estado vêm realizando investimentos para ampliar os sistemas e garantir que a oferta de água tratada acompanhe o crescimento populacional. O início da operação do Sistema de Abastecimento Reis Magos é um marco na história no Espírito Santo, pois inclui um novo rio para o abastecimento da Região Metropolitana.

Com equipamentos inteligentes e automatizados, que viabilizam operação, manobra e controles a partir de sistemas informatizados, o Sistema Reis Magos possui tecnologia de ponta que permite a operação remota, que será monitorada pelo Centro de Controle Operacional (CCO) da Cesan em Carapina, Serra. Além disso, mecanismos na casa de química permitem a análise e o monitoramento computadorizado da qualidade da água em todas as etapas do sistema, garantindo melhor eficácia e eficiência no tratamento da água.

História e Modernidade

A inauguração do primeiro sistema de abastecimento de água foi em 1909 e captava água do Ribeirão Duas Bocas, em Cariacica. Depois vieram o Sistema Cobi, em 1957; o Sistema Jucu, em 1977, e o Sistema Santa Maria, em 1983.

O novo Sistema Reis Magos tem capacidade para produzir 500 litros de água por segundo (l/s), o que daria para abastecer uma cidade do porte de Guarapari, e foi projetado e construído para permitir uma expansão futura para 1.000 l/s.

Investimento

O investimento milionário, que teve financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), está conectado com um conjunto de ações e medidas desenvolvidas pelo Governo do Estado, por meio do Comitê Hídrico, na busca por soluções e alternativas para otimização, preservação e aumento de produção dos recursos hídricos, conferindo melhor segurança hídrica para a Região Metropolitana da Grande Vitória.