• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Nem todo imóvel da lista está poluindo o meio-ambiente', diz presidente da Cesan

  • COMPARTILHE
Geral

'Nem todo imóvel da lista está poluindo o meio-ambiente', diz presidente da Cesan

Ao todo, são 49.330 imóveis em vários municípios capixabas, sendo que 83 deles são prédios públicos

Na última segunda-feira (2), a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) divulgou uma lista de imóveis do Espírito Santo que não estão ligados à rede de esgoto. 

Nesta terça-feira (3), o presidente da companhia, Pablo Andreão, em entrevista ao programa ES no Ar, da TV Vitória/ Record TV, informou que nem sempre os imóveis que estão na lista poluem o meio-ambiente diretamente. Isso ocorre em locais que tenham fossas sépticas, regularizadas, por exemplo.

Confira a lista completa!

 "Apesar de estar na relação, não significa, necessariamente, que esses imóveis estão poluindo o meio-ambiente. É algo que precisa ser verificado. Caso já tenha feito essa ligação, o pedido pode ser feito pelo canal de atendimento 115, ou pelo site, para que a atualização do cadastro seja feito". 

Na lista, são elencados os imóveis que têm rede de coleta e tratamento de esgoto disponível, mas não estão ligados à rede. Ao todo, são 49.330 em vários municípios capixabas, sendo que 83 deles são prédios públicos. Na lista estão imóveis das prefeituras da Serra, Vila Velha e Vitória, além de outros municípios que não estão ligados à rede.

Para quem ainda tem dúvidas sobre a ligação, Andreão explica que este é um serviço gratuito. "A ligação de esgoto é gratuita para pessoas de baixa renda, ou qualquer outro cliente. Existem adequações internas e essa é uma atribuição do cliente. Por exemplo, para fazer uma adaptação para torná-la uma ligação à rua. Normalmente, isso varia de casa para casa". 

Em relação aos imóveis residenciais, a lista não expõe os nomes dos proprietários, apenas endereços. O presidente também explicou o motivo dessa decisão. "Havia um entendimento da assessoria jurídica da Cesan de que os dados de imóveis são sigilosos, e vedados à informação pública, o que está no Código de Defesa do Consumidor".

Confira a entrevista