• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Nova sala de beneficiamento vai ampliar produção de mel em Cachoeiro

  • COMPARTILHE
Geral

Nova sala de beneficiamento vai ampliar produção de mel em Cachoeiro

O novo local foi construído pelos próprios produtores, no distrito de Pacotuba, e atende os mais rígidos padrões de controle sanitário e operacional. Além disso, o espaço vai possibilitar o lançamento de novos produtos

A Associação de Apicultores de Cachoeiro ganhou uma nova sala de beneficiamento de mel, que servirá como base para ampliação da produção no município. A estrutura fica no distrito de Pacotuba e foi construída com recursos do Fundo Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, com investimento de R$ 80 mil, e realizada pelos próprios apicultores.

De acordo com o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Robertson Valladão, a utilização de mão de obra própria na construção é fator que demonstra a união do grupo, com 24 produtores, e contribui para fortalecer ainda mais aquela associação, a partir da cooperação e da participação dos sócios. “Trata-se de uma sala de beneficiamento construída de acordo com os mais rígidos padrões de controle sanitário e operacional, de modo a garantir a qualidade do produto que será oferecido ao consumidor”, destaca.

“Os produtores estão cada vez mais unidos, envolvidos em cada procedimento, e essa convivência dá força à apicultura do nosso município, que tende a crescer, com o aumento no número de apicultores e de colmeias em produção”, avalia Oto Filho, zootecnista que presta consultoria à entidade no uso adequado de utensílios e vestimentas e técnicas de manejo das colmeias.

O longo período de estiagem não chegou a afetar a produção, que é originária basicamente de flores silvestres, encontradas ainda em abundância pelas abelhas.

Produção

O sul do Estado ocupa lugar de destaque na apicultura capixaba, e a nova sala vai permitir o avanço da participação do mel no arranjo produtivo local. Na última safra 2016/2017, a associação beneficiou e comercializou mais de 6 toneladas de mel, em diferentes embalagens e apresentações. Com a inauguração da nova sala, já estão sendo definidos novos lançamentos, como a opção do produto em sachê, e outros estão em estudo.

Todo o processo de produção, desde o campo até a embalagem, é acompanhado por técnicos da Semag, também responsável pelo Serviço de Inspeção Municipal (SIM), que faz a fiscalização e assegura, além da pureza, a origem e a obediência aos requisitos sanitários e legais da atividade.

“A atividade é social e economicamente interessante para Cachoeiro, especialmente, porque é exercida por pequenos agricultores e contribui para a composição da renda familiar”, completa Valladão.