• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vitória é considerada a segunda capital mais segura do Brasil

  • COMPARTILHE
Geral

Vitória é considerada a segunda capital mais segura do Brasil

A capital do Espírito Santo teve uma taxa de 14,2 assassinatos por 100 mil habitantes, ficando atrás somente de São Paulo (SP)

Vitória é considerada a segunda capital com o menor número de homicídios no País, segundo os dados do 11º Anuário Brasileiro da Segurança Pública, que indicou uma redução de 31,8% no número de mortes na capital.

A capital teve uma taxa de 14,2 assassinatos por 100 mil habitantes, ficando atrás somente de São Paulo (SP). Os dados analisados são referentes ao ano de 2016 e comprovam a redução constante e expressiva dos homicídios em Vitória, fato que vem sendo registrado seguidamente nos últimos anos.

O prefeito de Vitória, Luciano Rezende, destacou que, desde o primeiro governo, a segurança foi colocada como prioridade, pois Vitória era uma das capitais com maior índice de homicídios no País.

"Tínhamos 30 homicídios por 100 mil habitantes. Em 2016, nos tornamos a segunda capital mais segura do País. É um trabalho que envolve uma série de ações, como melhoria da iluminação, programas educacionais, habitacionais, de geração de emprego e programas sociais da PMV, ocupação dos espaços públicos pelas famílias que moram na cidade com atividades esportivas, culturais, comunitárias e de lazer, trabalho em parceria com outras instituições como as polícias Civil e Militar... enfim, mesmo com o agravamento da crise econômica, nós conseguimos esse resultado positivo. É um indicativo muito positivo".

Para o secretário municipal de Segurança Urbana, Fronzio Calheira, o município investe em ações que contribuem para a redução da violência. "Podemos citar a Guarda 24 horas, o Botão do Pânico, aumento do videomonitoramento e uma integração eficaz de segurança pública por meio do Gabinete de Gestão Integrada Municipal. A administração assumiu que a segurança urbana também é uma responsabilidade do município, embora a Constituição diga que esta é uma responsabilidade do Estado. Desde o primeiro momento, desenvolvemos uma série de ações para combater a violência".

País

De acordo com o levantamento, enquanto Vitória registrou queda nos índices de violência, o Brasil atingiu o recorde de mortes violentas intencionais, com um crescimento de 3,8% em 2015, chegando ao número de 61.619, a maior já registrada na história nacional.

Aracaju (SE) encabeça a lista das capitais mais violentas, com uma taxa de 64,5, seguida de Porto Alegre, com 61,3. Entre os estados, Sergipe, Rio Grande do Norte e Alagoas figuram entre os três primeiros lugares, com taxas superiores a 55,8 mortes por 100 mil habitantes. Já o Espírito Santo ficou na 15ª posição no ranking nacional, com uma taxa de 29,7 homicídios.