• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

"Ainda há muitos focos", diz capitã do Corpo de Bombeiros sobre incêndio em galpões de Vila Velha

  • COMPARTILHE
Geral

"Ainda há muitos focos", diz capitã do Corpo de Bombeiros sobre incêndio em galpões de Vila Velha

Um centro de distribuição e logística foi atingido por um incêndio de grandes proporções na tarde desta quinta-feira (16).

Foto: Talita Carvalho/ TV Vitória

Equipes do Corpo de Bombeiros continuaram combatendo focos de incêndio, na manhã desta sexta-feira (17), no centro de distribuição e logística, localizada na avenida Capuaba, em Zumbi dos Palmares, no município de Vila Velhaapós o incêndio que começou na tarde da última quinta (16).  

"O Corpo de Bombeiros continuará trabalhando enquanto tiver focos para serem extintos. Ainda há muitos lá dentro, mas a situação está controlada", disse a capitã Gabriela Andrade, chefe de operações do Corpo de Bombeiros, no início da manhã desta sexta-feira, em entrevista ao jornal ES no Ar, da TV Vitória.

Leia também:
° Chamas continuam durante a noite em empresa que pegou fogo na Avenida Capuaba, em Vila Velha

As chamas começaram na tarde da última quinta-feira (16). "Nós fomos acionados às quatro horas da tarde e assim que chegamos,  cerca de seis dos nove mil metros do local estava totalmente tomado pelo incêndio. Ainda não podemos confirmar a causa, isso só será possível após a perícia", informou. 

Trânsito 

Apesar de estar fluindo em meia pista para facilitar o trabalho do Corpo de Bombeiros, o trânsito no local flui sem retenções. Veja em tempo real!

Assista ao vídeo gravado nesta manhã:

Saiba mais sobre o incêndio

Um centro de distribuição e logística, localizada na Avenida Capuaba, em Zumbi dos Palmares, Vila Velha, foi atingido por um incêndio de grandes proporções na tarde da última quinta-feira (16). Segundo a Guarda Municipal, o fogo teve início por volta das 16 horas. Ninguém ficou ferido.

O centro de logística atingido pelo incêndio possui vários galpões, cada um pertencente a uma empresa. Segundo testemunhas, o fogo começou no galpão de número 6, onde eram armazenados vinhos. De acordo com o funcionário de um dos armazéns, o fogo teria começado a partir de um curto circuito ocorrido na câmara fria do galpão, mas a informação não foi confirmada pelos bombeiros.