• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brincadeiras e apresentações culturais fazem a alegria da criançada do Instituto João XXIII

  • COMPARTILHE
Geral

Brincadeiras e apresentações culturais fazem a alegria da criançada do Instituto João XXIII

Também durante o Dia do Bem Conviver, evento promovido pelo Instituto Americo Buaiz na manhã deste sábado, foram entregues os livros doados no Shopping Vitória e inaugurado o Bazar da Gentileza

Evento foi promovido neste sábado por voluntários do Instituto Americo Buaiz e do Instituto João XXIII

Cerca de 130 pessoas participaram, na manhã deste sábado (25), do Dia do Bem Conviver, promovido pelo Instituto Americo Buaiz (IAB), em parceria com o Instituto João XXIII. Contação de história, declamação de versos, oficina de ilustração, brincadeiras e a reinauguração do Bazar da Gentileza fizeram parte da programação evento, voltado para as crianças e adolescentes atendidos pelo Instituto João XXIII e suas famílias.

Logo na abertura do evento, às 9 horas, foi realizada a entrega dos livros infantojuvenis arrecadados durante uma campanha realizada pelo Instituto Americo Buaiz, com ponto de coleta no Shopping Vitória. As obras literárias foram recolhidas até o último domingo (19) e, no total, 928 livros foram doados. 

Outro destaque do evento foi a entrega do Bazar da Gentileza. O espaço foi remodelado por voluntários do Instituto Americo Buaiz e agora conta com um novo visual, com cara de loja. 

Novo bazar foi entregue durante o evento deste sábado

Os voluntário do IAB também se encarregaram de arrecadar as peças do bazar. De acordo com a gerente executiva do Instituto Americo Buaiz, Cristina Barbiero Moraes, a renda do bazar, em apenas três horas de evento, neste sábado, foi correspondente a um dia inteiro de vendas antes da remodelação.

"O bazar agora está mais organizado. Agora é só colocar sempre mais opções", comentou Jane Santos, avó de uma aluna atendida pelo Instituto João XXIII.

Outras atrações

Também durante o Dia do Bem Conviver, alunos da Orquestra de Violinos do Instituto João XXIII puderam apresentar o resultado do trabalho realizado pela professora Miriam Mollo nas oficinas de violino durante este ano. Eles executaram algumas das músicas que compuseram o repertório de uma apresentação realizada na Praça Central do Shopping Vitória, no último dia 11.

Durante o evento, o público também pôde desfrutar de uma declamação de poesias feita por Rosa Ângela Giori, Marli Santos e Marinalva Conceição Frizzera, algumas das autoras do livro “Entre versos e rimas III”, escrito por alunos e servidores da Rede de Ensino de Vila Velha. A apresentação serviu como uma prévia do lançamento oficial do livro, marcado para acontecer também neste sábado, às 18 horas, no Espaço Arte na Vila, no Shopping Boulevard Vila Velha.

Crianças e adolescentes atendidos pelo Instituto João XXIII participaram de diversas brincadeiras durante o Dia do Bem Conviver

A contação de histórias também teve lugar no Dia do Bem Conviver. A primeira apresentação ficou por conta de Elisa, aluna do curso de Licenciatura em Música da Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames), que apresentou, na linguagem oralizada e em Libras, a história “O gato verde”, de Ilvan Filho. Além disso, voluntárias do Instituto Americo Buaiz também se apresentaram, contando a história “O show das vitaminas”, do mesmo autor capixaba. Para finalizar a sequência literária, o próprio Ilvan Filho conduziu uma oficina de ilustração com as crianças e adolescentes do Instituto João XXIII.

Ainda durante o evento, as crianças e adolescentes puderam participar de várias brincadeiras. Cama elástica, pula corda e vivo-morto foram algumas das opções oferecidas, além de pintura de rosto e arte com balões. 

"Achei legal. Gostei mais da pintura de rosto e da oficina do Ilvan, de desenhar", disse Andrielle Rodrigues, adolescente de uma das comunidades atendidas pelo Instituto João XXIII.

"Foi muito bom conhecer e participar da vida de algumas crianças nesse dia. O projeto de leitura deixa raízes. Não é só um dia que eles vieram brincar. A mudança no bazar também vai ficar", destacou a voluntária do Instituto Americo Buaiz, Gabriela Faion.

"É uma ação muito louvável das pessoas, dar o tempo para quem precisa. Todo mundo tinha que pegar essa ideia e perpetuar", completou o também voluntário do IAB, Fábio Ribeiro.