• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cartas para o Papai Noel já estão disponíveis nos Correios. Saiba como ajudar!

  • COMPARTILHE
Geral

Cartas para o Papai Noel já estão disponíveis nos Correios. Saiba como ajudar!

Crianças dos primeiros anos de escolas públicas deixaram suas cartinhas e todos podem colaborar e fazer o natal delas ainda mais feliz

Papai Noel, árvores enfeitadas, presentes e muita alegria são características de uma das épocas mais esperadas do ano. Neste período, sonhos simples de muitas crianças podem ser realizados, pois o Natal tem o poder de despertar os sentimentos mais profundos do ser humano, entre eles, a solidariedade.

Com esse propósito, foi lançada nesta sexta-feira (10) em todo o Brasil a campanha "Papai Noel dos Correios 2017". De forma especial, no Espírito Santo, a campanha foi aberta no Centro Municipal de Educação Infantil Yolanda Lucas da Silva, em Inhanguetá, na capital, quando as crianças receberam a visita do Papai Noel e puderam entregar as cartinhas escritas nas mãos do bom velhinho.

Em todo o Estado, foram recebidas mais de 12 mil cartas em 2017. A campanha contempla os estudantes da rede pública até o quinto ano do Ensino Fundamental e de outras instituições, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos.

Para fazer uma criança mais feliz no natal, basta procurar as agências dos Correios,  escolher uma cartinha e entregar o presente no local indicado. Depois disso, a própria empresa faz o trabalho do Papai Noel e realiza a entrega.

A campanha é resultado de uma iniciativa dos próprios funcionários. Ao longo dos últimos 28 anos, foi consolidada como uma das maiores campanhas natalinas do Brasil. Somente nos últimos três anos, mais de 2,5 milhões de cartas foram recebidas. A proposta é responder às cartas das crianças que escrevem ao bom velhinho e, sempre que possível, atender aos pedidos de presentes daquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Desde 2010, as parcerias estabelecidas pelos Correios também tem o propósito de trabalhar ações como o desenvolvimento da habilidade da redação de carta, o endereçamento correto e o uso do CEP. Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar a observância desse critério, o endereço da criança não é informado ao padrinho.