• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Gêmeas nascem de cores diferentes e médico explica o fenômeno

  • COMPARTILHE
Geral

Gêmeas nascem de cores diferentes e médico explica o fenômeno

Isabella e Gabriella fazem sucesso na internet e colecionam seguidores

Duas bebês gêmeas de sete meses estão fazendo sucesso na internet por terem cores de pele e de olhos diferentes. A americana Clementina Shipley percebeu que as filhas Isabella e Gabriella eram muito fotogênicas e decidiu criar uma conta em uma rede social.

O Instagram das meninas contava com quase 17 mil seguidores até as 20h da última quarta-feira (15). As duas também têm uma irmã mais velha de dois anos.

Em entrevista à revista Essence, Clementina disse que a maioria dos seguidores elogiam as meninas. “Isso mostra como os genes negros são incríveis, já que conseguimos criar bebês tão únicos. Nós recebemos um monte de amor em nossos posts. A maioria das pessoas mostra positividade. Claro que há alguns comentários maldosos também, mas isso é normal”.

A mãe ainda conta que uma das filhas é mais tranquila, enquanto a outra é agitada. “Isabella é uma bebê calma e tranquila. Ela presta atenção em tudo o que você mostra e ama que façam cócegas nela. Já Gabriella, começou a engatinhar com cinco meses e nunca parou desde então. Ela é cheia de energia e adora um carinho”.

Ao R7, o geneticista João Gabriel Daher, do laboratório Lafe, explica que a diferença de cores de pele e de olhos acontece porque as meninas são gêmeas dizigóticas.

— Isso é raro, mas pode acontecer. A gestação dizigótica é quando dois óvulos são fecundados por dois espermatozoides, resultando em dois bebês com características genéticas distintas. Pode ser cor dos olhos, pele, cabelo.

Já em uma gestação monozigótica, ocorre uma divisão após a fecundação do óvulo. Neste caso, nascem duas ou mais crianças idênticas, diz o especialista.