• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Melhora o estado de saúde de veterinário baleado durante assalto a ônibus em Guarapari

  • COMPARTILHE
Geral

Melhora o estado de saúde de veterinário baleado durante assalto a ônibus em Guarapari

A vítima, de 39 anos, permanece internada no Hospital Antônio Bezerra de Farias, em Vila Velha

Veterinário permanece internado no hospital Antônio Bezerra de Farias

O estado de saúde do veterinário de 39 anos, baleado durante o tiroteio dentro do ônibus da viação Alvorada, no final da tarde de terça-feira (21), em Guarapari, teve uma boa evolução nesta quarta-feira (22). A informação é da equipe médica que está cuidando da vítima e foi repassada à reportagem da TV Vitória/Record TV pela cunhada do veterinário.

Segundo a equipe médica, a vítima teve quatro órgãos perfurados, mas somente o intestino foi atingido com mais gravidade. A vítima não precisou de respiração mecânica, mas continua internada no hospital Antônio Bezerra de Farias, em Vila Velha.

Familiares do veterinário disseram que ele foi submetido a uma cirurgia, durante a madrugada desta quarta-feira, e que já está lúcido e conversando. 

Ainda de acordo com parentes, a vítima estava voltando para casa, em Guarapari, depois de mais um dia de trabalho no Centro de Zoonoses de Vila Velha, como já fazia há seis anos.

Os familiares disseram também que o veterinário já havia sofrido outros assaltos dentro dessa mesma linha onde ocorreu o tiroteio. O último teria ocorrido há cerca de três meses, às 6 horas, quando o veterinário seguia para o trabalho, em Vila Velha. Na ocasião, os bandidos roubaram todo o dinheiro que ele carregava.

Além do veterinário, outras duas pessoas foram baleadas durante o tiroteio dentro do ônibus da Alvorada. Uma delas é o policial que trocou tiros com os bandidos. Ele recebeu atendimento médico, prestou depoimento à polícia e já está em casa. 

A terceira vítima é o técnico em informática Ivan da Silva, de 35 anos, que foi atingido de raspão na cabeça, mas não precisou ser hospitalizado.