• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Sistema de bicicletas compartilhadas em Vila Velha começa a funcionar em dezembro

  • COMPARTILHE
Geral

Sistema de bicicletas compartilhadas em Vila Velha começa a funcionar em dezembro

Serão 200 bicicletas disponíveis para ser aluguel em 20 pontos do município. Os usuários poderão utilizar as bikes das 5 horas até a meia-noite

No próximo mês, começa a funcionar em Vila Velha o  serviço de compartilhamento de bicicletas mediante aluguel. O início da operação está programada para começar a funcionar oficialmente no dia 15 de dezembro. A empresa Tembici (M2 Soluções em Engenharia), que venceu a concorrência pública para gerenciar o programa “Bike VV”, já adiantou alguns detalhes sobre como irá funcionar o sistema.

Inicialmente,  para ter acesso às bicicletas, o usuário deverá ter um plano ativo. Para isso será necessário realizar o cadastro no App Tembici (disponível para sistemas Android e IOS) ou no site www.bikevv.com.br. Os usuários dos planos mensais e anuais terão acesso ao cartão do usuário por um custo de R$ 5,00, sendo possível adquirir os planos também pelo aplicativo ou portal. Já os planos diários também podem ser adquiridos diretamente nas estações com totem de autoatendimento, que representam 30% das estações.

Após pagar a taxa de adesão de acordo com a sua necessidade (diária, mensal ou anual), o usuário terá direito a uma viagem de até 60 minutos. Será possível ainda fazer quantas viagens quiser pagando somente este valor durante todo o dia, respeitando o intervalo de 15 minutos entre as viagens. Porém, se o usuário retirar a bicicleta antes do intervalo de 15 minutos, sua utilização será cobrada e contabilizada como se fosse uma outra viagem. A ideia é estimular as viagens curtas e o compartilhamento.

É importante ressaltar que além de oportunizar o lazer, a economia do município e o turismo local também serão dinamizados, segundo o secretário de Desenvolvimento Urbano e Mobilidade (SEMDU), Antônio Marcus Machado. “O projeto é bem abrangente em termos de sociedade e quer criar mecanismos para todos. Os trabalhadores também serão beneficiados assim como os espaços públicos poderão ser inclusivos e palco também da acessibilidade”, declarou. A bicicleta dupla vai permitir este acesso para pessoas com deficiência visual pois elas vão estar sempre acompanhadas, complementou.

“Vila Velha terá o que há de melhor em termos de tecnologia. O sistema que implantaremos na cidade é o mesmo já utilizado em Nova Iorque, Londres e Melbourne, por exemplo”, declarou Tomás Martins, presidente da Tembici.

A estimativa feita por técnicos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Mobilidade (Semdu) é de que o serviço atenda cerca de mil usuários diariamente.

SERVIÇO:

Serão 200 bicicletas que poderão ser alugadas em 20 pontos do município. Os usuários poderão utilizar as bikes das 5 horas à meia-noite (0 hora).

O empréstimo da bicicleta pode ser feito: através do app, diretamente na estação - caso seja um totem de autoatendimento, ou usando o cartão do usuário.

Os valores dos planos são: R$ 5,40 plano diário, R$ 10,80 plano mensal e R$ 67,50 plano anual.

Formas de pagamento: pelo App Tembici, no site Bike VV e nos totens de autoatendimento somente com cartão de crédito.

Nas bicicletas:

- Cesto adaptável para o tamanho da bagagem de mão do ciclista, sem acumular água ou sujeira;

- Banco confortável e canote do selim com marcas para ajuste de altura;

- Configuração de marchas para três velocidades e sistema de freios ‘Rollerbrake”, que garante freadas mais seguras;

- Refletores frontais e traseiros com sistema de iluminação “Dynamo” com 10 mil horas de vida útil e que permanece aceso por até 90 segundos, dando mais segurança para quando o ciclista aguarda no semáforo;

- Dispositivo de trava com sistema antifurto, exclusivo no Brasil

Nas estações:

- Layout exclusivo que não gera poluição visual, foram concebidas para operar de forma ágil, inteligente e simples;

- Abastecimento por painéis solares que garantem a autossuficiência energética (preparadas para eventual uso de bicicletas elétricas futuramente);

- Média de 18 vagas por estação;

- Quiosque com interface de pagamento digital, de forma mais didática e de fácil utilização, com comunicação sem fio que agiliza o processamento de pagamentos e a transmissão de dados.

No aplicativo:

- Permite ao ciclista planejar o passeio, pagar e desbloquear a bicicleta com o código gerado pelo aplicativo;

- Encontrar estações próximas manualmente ou usando o GPS do dispositivo;

- Encontrar bicicletas disponíveis por pontos de devolução livres;

- Marcar as estações favoritas.