• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Trecho da BR 101 em Ibiraçu será interditado por uma hora para detonação de rocha

  • COMPARTILHE
Geral

Trecho da BR 101 em Ibiraçu será interditado por uma hora para detonação de rocha

Bloqueio ocorrerá a partir das 13 horas desta quarta-feira e ocorrerá para dar andamento às obras de duplicação entre os quilômetros 218 e 219

Um trecho da BR 101 que corta o Espírito Santo precisará ser totalmente interditado durante uma hora, na tarde desta quarta-feira (22), a partir das 13 horas. De acordo com a Eco 101, concessionária responsável pela administração da rodovia no Estado, o bloqueio total da pista acontecerá para que seja realizada a detonação de uma rocha. 

O procedimento será feito para dar andamento às obras de duplicação no trecho de Ibiraçu, entre os quilômetros 218 e 219. Ainda segundo a Eco 101, após o procedimento, o tráfego seguirá em sistema pare e siga por cerca de quatro horas.

Para a execução da obra de ampliação da BR-101 nesse trecho, será necessário detonar 463 mil metros cúbicos de rocha. Desde o início da duplicação em Ibiraçu, já foram detonados 12 mil metros cúbicos.

A pedra que será detonada fica no sentido sul da rodovia, na zona rural de Ibiraçu. Segundo a Eco 101, para a segurança do usuário, haverá isolamento total da área próxima a detonação, respeitando a distância mínima de 600 metros. Neste perímetro todos os acessos para a rodovia também serão bloqueados.

A interdição total do tráfego será realizada 5 minutos antes da detonação. O fluxo de veículos só será liberado após liberação do Blaster (profissional habilitado para realizar a detonação), limpeza e a verificação da pista, que será realizada pela equipe de segurança da Eco 101.

A concessionária destaca, no entanto, que, caso a condição meteorológica esteja adversa, a operação poderá ser reprogramada.

Ainda segundo a Eco 101, por se tratar de área rural, não há moradias próximas ao local da detonação e, por isso, não haverá a necessidade de evacuação de pessoas. A equipe técnica também não identificou edificações no raio de isolamento, tornando o procedimento mais seguro.

Duplicação

A intervenção faz parte da duplicação do segmento 4, que possui 4,3 quilômetros. De acordo com a Eco 101, as intervenções serão entregues no primeiro semestre de 2018, contando com investimentos de R$ 22 milhões, totalizando R$ 310 milhões para o próximo ano, ao longo de toda BR, com obras. Outros R$ 110 milhões serão gastos em 2018 com os custos operacionais ao longo de toda a rodovia.

Nesta atual fase, além de Ibiraçu, as obras estão concentradas também nos municípios de João Neiva, Anchieta, Iconha (onde as obras do contorno já atingiram 50% do projeto), Viana e Guarapari (nestes dois municípios a partir de janeiro de 2018).

De acordo com a Eco 101, desde o início da concessão, foram investidos outros R$ 940 milhões na rodovia, sem contar o pagamento de impostos e tributos federais, estaduais e municipais. Com isso, a duplicação da rodovia em sua totalidade estará garantida e será realizada ao longo do contrato de concessão.

A concessionária frisou ainda que a aceleração das obras nos trechos anteriormente iniciados permitirá uma série de inaugurações em 2018. Ao mesmo tempo, novas obras serão iniciadas, tendo como prioridade a duplicação da rodovia. Além do total de R$ 310 milhões de investimentos, outros R$ 110 milhões serão gastos em 2018 com os custos operacionais do trecho concedido, o que inclui a continuidade da prestação dos serviços de ambulância e guinchos. Esses valores, segundo a Eco 101, serão garantidos por aporte de R$ 168 milhões dos acionistas, receita dos pedágios e financiamento do BNDES.

De acordo com a Eco 101, além da modernização da rodovia, a aceleração dos investimentos também terá impacto no mercado de trabalho. Apenas nessas obras, o total de empregos diretos locais criados deve chegar a 440; indiretamente, as obras devem mobilizar outros 400 trabalhadores e os serviços de sete construtoras do Estado.