• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Viaduto' para animais ajuda a reduzir acidentes na Rodovia do Sol

  • COMPARTILHE
Geral

'Viaduto' para animais ajuda a reduzir acidentes na Rodovia do Sol

Foram instalados sistemas para registro de pegadas dos animais silvestres que passam pela rodovia

Alguns motoristas que passam pela Rodovia do Sol, não imaginam que por lá também existe um caminho reservado para animais silvestres que "moram" às margens da rodovia. A iniciativa faz parte do programa "É o Bicho", desenvolvido pela Rodosol, que envolve uma série de ações de monitoramento, prevenção e cuidado com os animais que vivem na região.

Um deles é a construção e manutenção instalados entre os Kms 45 e 59 da rodovia que direcionam os animais a passarem de maneira segura, chamados de faunodutos. Além de reduzir o atropelamento de animais, a passagem também evita acidentes aumenta a segurança dos motoristas.

Foram instalados sistemas para registro de pegadas dos animais silvestres e câmeras fotográficas que registram quando os animais fazem a travessia. Com isso, uma equipe de profissionais coleta e analisa o registro das pegadas.

Desde a instalação, a RodoSol já contabilizou 1255 travessias seguras de animais sob a Rodovia do Sol. Ao todo são sete passagens que possibilitam um caminho seguro para os animais que vivem às margens da via, evitando que atravessem na pista. 

De janeiro a outubro de 2017, a Irara foi a campeã de travessias, com 256 registros; seguida da Mão-pelada, com 226 e do Gambá, com 224 passagens registradas.

Faunodutos
Os faunodutos têm dimensões distintas e são acompanhados de estruturas complementares como telas de direcionamento que induzem o animal a utilizar o túnel como caminho para atravessar a rodovia. Além disso, eles têm caixas de argila instaladas em sua entrada e saída para registro de pegadas dos animais.

Ao analisar as pegadas diariamente, a equipe de Meio Ambiete consegue saber qual a espécie utilizou o faunoduto e se o animal completou a travessia. As “armadilhas fotográficas”, câmeras com sensores instaladas nas extremidades das estruturas, ajudam a complementar os dados obtidos por meio das caixas de areia, permitindo estimar a riqueza de espécies presentes na região.

Programa
O Programa de Proteção e Monitoramento de Animais Silvestres da RodoSol é dividido em quatro subprogramas: Monitoramento de fauna silvestre morta por atropelamento, resgate de fauna debilitada na Rodovia do Sol, educação e comunicação ambiental e monitoramento dos sistemas de comunicação destinados à passagem de Fauna.

Entre os trabalhos realizados dentro do Programa está a catalogação e o armazenamento dos animais silvestres mortos, cujas carcaças posteriormente são enviadas às instituições de ensino para estudos. A RodoSol também promove o monitoramento dos seus faunodutos para o acompanhamento do comportamento da fauna da região do entorno.