• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

"Botão do Pânico" em ônibus da Grande Vitória é aprovado na Assembleia Legislativa

  • COMPARTILHE
Geral

"Botão do Pânico" em ônibus da Grande Vitória é aprovado na Assembleia Legislativa

O Projeto de Lei segue para avaliação do governador. Se aprovado, ele será implantado no interior dos ônibus e até passageiros terão acesso

Foi aprovado na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) o projeto para instalação do "Botão do Pânico" nos coletivos do sistema Transcol. A sessão foi realizada na última quarta-feira (13) e agora segue para posicionamento do Executivo. Somente após avaliação do governador Paulo Hartung, a medida poderá ser implantada.

A ideia é instalar o botão no interior dos veículos. O sistema de segurança, quando acionado, deverá emitir no painel digital exterior do ônibus, na frente e na traseira, a mensagem “Socorro. Assalto. Ligue 190”. De acordo com a proposição, o dispositivo deverá ser instalado em vários pontos do interior do coletivo e ao alcance do motorista, cobrador e passageiros.

O objetivo do Projeto de Lei (PL) 14/2017 é auxiliar na segurança dos passageiros e funcionários do transporte coletivo do sistema Transcol, coibir e combater os assaltos em ônibus. 

A iniciativa foi do deputado Euclério Sampaio (PDT). Ele entende que a sensação de insegurança e vulnerabilidade dos passageiros é intensa. "Não aguentamos mais com tantos assaltos e mortes nos coletivos, seja de usuários ou de motoristas e cobradores", destacou.

Segundo o deputado, essa situação “pode ser atenuada se os coletivos contarem com o botão do pânico para emitir o alerta a quem se encontra próximo ao ônibus, desse modo tornar a abordagem das autoridades de segurança mais ágil e eficiente”, defendeu.

Para o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Edson bastos, antes do projeto ser criado, o sindicato deveria ser ouvido. Ele acredita ser um sistema com falhas. "Eu não acredito em melhoria com esse projeto. Ele tem que ser discutido com o sindicato. Nunca fomos chamados para conversar. A implantação dele é um risco. Pedir socorro para quem? É depender de alguém da rua para chamar a polícia", afirmou. 

Além disso, Bastos destacou também a possibilidade dos passageiros terem acesso ao botão. "Como não só os motoristas e trocadores terão acesso, se entrar uma criança e acionar, isso será um problema. É um sistema falho, mas não deixa de ser algo a mais. Pelo menos estão pensando na segurança dos rodoviários e passageiros. Mas acho necessário convocar o sindicato para conversar sobre isso e não sair fazendo projeto sem ouvir os milhares de trabalhadores que estão envolvidos", disse.

Em março deste ano, o Sindirodoviários até ameaçou paralisar caso o projeto fosse aprovado. Isso porque acreditavam que, além do sistema não ser eficaz, poderia por em risco a segurança de quem estiver dentro do coletivo.

Ônibus de Vitória

Também em março deste ano, o Projeto de Lei que institui o "Botão do Pânico" nos ônibus do sistema de transporte coletivo municipal de Vitória foi aprovado, por unanimidade, em uma sessão ordinária da câmara da Capital. O projeto obriga as empresas concessionárias que prestam o serviço de transporte coletivo na Capital à instalar o "botão o pânico" ou outro dispositivo de alerta de crimes. De acordo com o projeto do vereador Denninho Silva (PPS), os veículos devem exibir no letreiro mensagem alertando para assaltos nos coletivos, assim como no Transcol.

>>Veja o vídeo<<