• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chuva de meteoros poderá ser vista no Espírito Santo a partir desta quarta-feira

  • COMPARTILHE
Geral

Chuva de meteoros poderá ser vista no Espírito Santo a partir desta quarta-feira

Locais mais escuros e longe da poluição luminosa dos centros urbanos são mais recomendados para a observação

A chuva de meteoro poderá ser vista a partir desta quarta-feira. 

Da noite desta quarta-feira (13), para a madrugada de quinta-feira (14), acontecerá a chuva de meteoros Geminídeos. O fenômeno poderá ser vista no céu do Espírito Santo. Essa é a mais forte e intensa chuva de meteoros do ano!

São estimados 120 meteoros em condições ideais, com céu limpo e quase nenhuma poluição luminosa. Em céus urbanos, a estimativa ainda é generosa, com aproximadamente 60 meteoros por hora. Ou seja, em média 1 meteoro por minuto. Em 2017, o fenômeno não terá interferência da Lua, que estará na fase Quarto Minguante.

Para ver o fenômeno não é necessário algum equipamento específico ou instrumento astronômico. Sendo assim, a olho nu, será possível contemplar o evento.

A constelação de Gêmeos, local no céu de onde aparecerão os meteoros, é visível a partir das 22h. Para encontrá-la é preciso olhar para o Leste, local onde o Sol nasce. A constelação de Gêmeos estará à esquerda das famosas Três Marias, que fazem parte da constelação de Órion.

Na noite do dia 13 de dezembro, após a meia noite do horário brasileiro de verão, se o clima da sua região permitir, observe as seguintes condições:

--> É muito importante conhecer sua posição, de início você precisa direcionar-se ao leste;

--> Elevando seu olhar você encontrará logo acima uma estrela brilhante, de magnitude -1,46, chamada Sirius, da constelação Cão Maior;

--> Observando a sua esquerda você encontrará as famosas três Marias (da esquerda para direita), Mintaka, Alnilam e Alnitak, da constelação Órion.

--> A partir das três Marias, olhe próximo ao horizonte as estrelas Castor e Pollux da constelação Gêmeos. O radiante está localizando ao lado esquerdo da estrela Castor.

Os meteoros Geminids estão associados ao objeto 3200 Phaethon (ou Faetone), que pode ter sofrido uma colisão com outro objeto no passado distante para produzir o fluxo de partículas que a Terra passa por dentro, criando a chuva de meteoros.

O objeto orbita o sol a cada 1,4 anos, as vezes, ele se aproxima da Terra e também passa muito perto do sol, dentro da órbita de Mercúrio e apenas 0,15 unidades astronômicas do sol.

E neste ano, a aproximação do 3200 Phaethon será de apenas 10,3 milhões de km da Terra atingindo o seu máximo brilho na magnitude 10,7 em 14 de dezembro.

Este ano a lua quase nova não irá atrapalhar a observação, então é torcer para que o clima da sua cidade seja favorável na noite do pico. Recomendamos que observe também em noites anteriores e posteriores ao pico de atividade. Caso esteja nublado em sua cidade, acesse live.exoss.org e acompanhe em tempo real os meteoros registrados por nossas câmeras de monitoramento.

Você não precisa de binóculos ou telescópios para ver chuvas de meteoros. Procure um local confortável para se acomodar e observar a olho nú. O local ideal é onde não tem poluição luminosa ou uma área de céu escuro. Você também precisa ficar por 15 a 20 minutos para que seus olhos se ajustem ao escuro, então sente-se e aproveite o show.