• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Com poucas doações, começa a faltar sangue na Santa Casa de Cachoeiro

  • COMPARTILHE
Geral

Com poucas doações, começa a faltar sangue na Santa Casa de Cachoeiro

Vários tipos de sangue já estão em falta, e a preocupação maior é que a instituição atende pacientes de todo o sul do Estado e atende também as demandas do Hospital Infantil e da Santa Casa em Castelo

O banco de sangue da Santa Casa de Cachoeiro está em alerta. Após a atualização na tarde da última quinta-feira (27), foi constatado que os tipos sanguíneos B, O e AB negativo estão em falta e os tipos A negativo e AB positivo estão em alerta com o estoque baixo. Apenas os grupos A, B e O positivo permanecem estáveis.

De acordo com a enfermeira supervisora do setor, Cintia Pimenta, com as festas de fim de ano, férias e viagens, o número de carros nas estradas, a tendência é aumentar em todo o país, consequente, o de acidentes também. Por ter um pronto socorro porta aberta 24 horas, a maioria das vítimas do sul do Estado chegam à instituição.

Além de suprir sua própria demanda, o banco de sangue da Santa Casa abastece o Hospital Infantil Francisco de Assis (HIFA) e a Santa Casa de Castelo.

Em novembro foi comemorado o Mês do Doador Voluntário de Sangue e todos os anos o hospital realiza uma campanha para motivar e aumentar os doadores. Em 2017, apesar de todo o esforço, o resultado esperado não foi atingido e os números permanecem abaixo da média.

O que você precisa para ser um doador:

- Apresentar um documento oficial com foto;
- Ter mais de 18 e menos de 68 anos;
- Ter peso superior a 50 kg;
- Se homem, deve ter doado há mais de 60 dias, não ultrapassando quatro doações em 12 meses;
- Se mulher, deve ter doado há mais de 90 dias, não ultrapassando três doações em 12 meses;
- Não estar grávida ou amamentando;
- Ter passado pelo menos três meses de parto ou aborto;
- Não ter tido hepatite após os 10 anos de idade;
- Não ter tido contato com o inseto barbeiro, transmissor da doença de chagas;
- Não ter tido malária ou ter estado em região de malária nos últimos seis meses;
- Não sofrer de epilepsia;
- Não ter feito tatuagem ou colocado piercing nos últimos 12 meses;
- Não ter tido DST;
- Não ser diabético;
- Se não recebeu transfusão de sangue ou hemoderivados no último ano;
- Se não ingeriu bebidas alcoólicas nas 24hs que antecedem a doação;
- Estar alimentado e com intervalo mínimo de duas horas do almoço;
- Dormir pelo menos seis horas nas 24hs que antecedem a doação;
- Não está fazendo uso de medicamento controlado.
- Jovens com 16 e 17 anos podem doar com autorização do responsável. Para primeira doação a idade limite é 60 anos.