• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dengue mantém Venda Nova do Imigrante em estado de alerta

  • COMPARTILHE
Geral

Dengue mantém Venda Nova do Imigrante em estado de alerta

A equipe do projeto ‘Vigilância em Saúde’, que faz o acompanhamento dos bairros, inclusive com armadilhas inteligentes, estão monitorando os bairros da cidade. Porém, a ação de cada morador é indispensável

Com a chegada das chuvas, aumentam as preocupações com a dengue, zika e chikungunya. Dados divulgados pelo Ministério da Saúde colocam Venda Nova do Imigrante em estado de alerta para as doenças. Quatro bairros do município tiveram grande aumento no número de focos encontrados.

Os números apresentados pelo Ministério são levantados pela Secretaria de Saúde e mostram que Venda Nova do Imigrante é um dos 23 municípios em situação de alerta. “São três doenças que sempre vêm juntas. Não é possível eliminá-las, mas é uma preocupação grande que temos de evitar que elas causem grandes danos à população”, comenta o secretário de Saúde, Tadeu Sossai.

Outros números preocupantes são os de focos de dengue encontrados nas residências. A quantidade tem aumentado de forma expressiva durante 2017, principalmente no mês de novembro. “Um problema que encontramos muito é de água parada em calhas e depósitos naturais. Também tivemos número dos mosquitos aedes que subiu demais e nem estávamos no período de chuvas”, explica o supervisor de endemias, José Francisco Vicente,.

Todos os bairros devem ficar em alerta e tomar medidas para combater os mosquitos transmissores. Porém, os cuidados devem ser redobrados na Vila Betânea, Vila da Mata, São Rafael e Santa Cruz. Esses são os locais onde mais foram encontrados focos do Aedes Aegypti.