• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Greve dos rodoviários começa com ônibus e terminais lotados na GV

  • COMPARTILHE
Geral

Greve dos rodoviários começa com ônibus e terminais lotados na GV

O Sindirodoviários afirmou que 70% da frota vai circular durante os horários de pico

O terminal de Campo Grande amanheceu lotado Foto: Internauta Folha Vitória

A greve dos rodoviários começou e os capixabas enfrentam terminais e ônibus lotados na manhã desta terça-feira (26), na Grande Vitória

O Sindicato dos Rodoviários confirmou a greve na última segunda-feira (25). De acordo com o Sindirodoviários, na manhã desta terça-feira (26), 70% dos coletivos estão em operação durante os horários de pico - entre as 6 e às 9 horas e das 17 às 20 horas - e 50% vão rodar nos demais horários.

O terminais de Campo Grande e Itacibá, no município de Cariacica amanheceram lotados. Equipes da TV Vitória/ Record TV estão desde cedo em terminais da Grande Vitória para acompanhar a situação. Equipes da Polícia Militar (PM) estiveram no terminal de Campo Grande e Itaparica. No terminal de Itaparica, em Vila Velha, os coletivos estão chegando e saindo lotados.

Terminal de Itaparica na manhã desta terça-feira Foto: Talita Caravlho

Audiência

Durante audiência de conciliação, que aconteceu na tarde da última terça-feira (19), no TRT-ES, o Sindirodoviários se comprometeu a só deflagrar a greve a partir da 0 hora do dia 26. A princípio, os rodoviários pretendiam iniciar a paralisação no dia 19, mas decidiram acatar a decisão da Justiça, que determinou que, entre os dias 19 e 26 de dezembro, 100% da frota deveria estar em circulação.

Por meio de nota, o Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) disse que após várias tentativas de acordo sem sucesso com o Sindirodoviários, inclusive com a mediação do Ministério Público e do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), agora caberá ao tribunal julgar a situação.

O GVBus também lamentou "a posição intransigente do sindicato dos trabalhadores, uma vez que eles estão cientes da atual situação do setor de transportes coletivos urbanos, exposta e eles nos nove encontros já realizados para tentativa de chegar a um consenso, mas insistem em requerer um ganho real absurdo, acima da inflação. Posição contrária à de outras categorias, tanto estaduais, a exemplo da Fecomércio, que acertou aumento de 2%, quanto nacionais, como os rodoviários da região Metropolitana de Belo Horizonte, que também aceitaram o mesmo percentual.

Ainda na nota, o GVBus reiterou que "as empresas da Grande Vitória não têm condições de arcar com qualquer reajuste além de 1,83%, índice de inflação com base no INPC. Por fim, não vemos mais necessidade de realização de uma greve, uma vez que o processo de decisão a respeito do ajuste já está nas mãos da Justiça".

Também por meio de nota, a Ceturb-GV informou que, "em cumprimento à liminar da Justiça, por conta da greve dos motoristas e cobradores, deflagrada a partir de zero hora do dia 26 de dezembro, todas as linhas do Sistema Transcol vão circular com quadro horário reduzido. Por determinação da Justiça, nos horários de pico a frota deverá rodar com 70% de sua capacidade. No entrepico, esse percentual será de 50%. Tanto o site (www.ceturb.es.gov.br) quanto o aplicativo Transcol Online ficarão indisponíveis para consulta de horários e previsão de chegada nos pontos de parada, voltando ao normal assim que o movimento grevista for suspenso".