• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mãe dá à luz dentro de táxi à caminho do hospital e taxista não cobra a corrida

  • COMPARTILHE
Geral

Mãe dá à luz dentro de táxi à caminho do hospital e taxista não cobra a corrida

A pequena Ágatar, filha da Amanda Pereira, de 23 anos, nasceu à caminho da Maternidade de Cariacica nesta quarta-feira (13)

Na madrugada desta quarta-feira (13), o taxista Roberto Carlos, de 47 anos, fez a corrida mais gratificante de todos os seus 12 anos de profissão. Por volta das 4h, ele atendeu uma vizinha que pedia socorro para uma gestante prestes a dar à luz. Prontamente, o taxista de Viana atendeu o chamado para leva-la ao hospital em Cariacica, mas não contava que a pequena Ágatar nasceria dentro do veículo.

Roberto revela que já atendeu outras três passageiras em situação parecida, mas em nenhuma das corridas o parto foi realizado dentro do carro e, por isso, não acreditava que a criança pudesse nascer durante a viagem. "Durante a minha carreira como taxista, essa situação parecida se repetiu por três vezes, mas hoje pude presenciar o milagre da vida. Não cobrei a corrida, porque isso não tem preço", diz.

O taxista conta que havia chegado de uma viagem e acordou durante a noite quando foi chamado pela vizinha. "Ela (vizinha) disse que tinha uma amiga passando mal e já havia acionado ambulâncias, mas ninguém chegava. Era urgente. Vesti uma camisa e fui lá. Quando entramos no carro, a gestante disse que estava sentindo que a criança iria nascer. Porém, imaginei que daria tempo", relata.

Veja o vídeo abaixo:

O destino da corrida seria a Maternidade de Cariacica. "Na região do viaduto da Ceasa, ela deu um grito muito forte. Mais adiante ela gritou novamente e em seguida eu ouvi o choro da criança. Nessa hora tive que ter muita fé em Deus para não perder o foco e nem a direção. Perguntei como estava a criança, ela disse que estava bem e seguimos para o hospital pela fé em Deus", diz Roberto.

A mãe da menina, Amanda Pereira, de 23 anos, fala que foi o parto foi um pouco desconfortável por conta do movimento do carro. "O carro balança um pouco e por isso foi desconfortável, mas o Roberto e a minha amiga me tranquilizaram bastante durante o trajeto. Foi bom porque Deus preparou tudo e colocou as pessoas certas no meu caminho. Ágatar e eu estamos muito bem graças a Deus".

Vídeo da TV Vitória:

Reportagem: Breno Ribeiro.