• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Panfleto de supermercado critica casamento gay e pede submissão da mulher

  • COMPARTILHE
Geral

Panfleto de supermercado critica casamento gay e pede submissão da mulher

O panfleto ainda defende que o casamento deve ser monogâmico e que ninguém deve praticar sexo antes da oficialização da união perante a Igreja

O Hirota Food Supermercados virou alvo de críticas nas redes sociais após distribuir panfletos defendendo o conceito de casamento composto apenas por homem e mulher e chamando a união homoafetiva de "distorção".

"O casamento é a união entre um homem e uma mulher, entre um macho e uma fêmea. O casamento homoafetivo está na contramão do propósito divino e não pode cumprir seu propósito. A relação conjugal entre homem e homem e mulher e mulher é antinatural, é um erro, uma paixão infame, uma distorção da criação", diz o panfleto.

Além disso, o panfleto ainda defende que o casamento deve ser monogâmico e que ninguém deve praticar sexo antes da oficialização da união perante a Igreja. A publicação distribuída pela rede de supermercados ainda tem uma página intitulada "esposa seja submissa ao seu marido".

"A mulher deve ser submissa ao seu próprio marido e não ao gênero masculino. Submissão ao marido não é a esposa ser desprovida de vez e voz. A mulher não é capacho do marido nem escrava dele. Mas o que é submissão? É a esposa ter uma missão sob a missão do marido. É reconhecer que Deus colocou o marido como cabeça da esposa, da mesma forma que Deus é a cabeça de Cristo. A submissão da mulher a seu marido é sua liberdade, pois ela deve ser submissa ao seu marido como a igreja é a Cristo. A submissão da esposa a seu marido é sua felicidade e segurança", diz o trecho.

O supermercado informou, por meio de assessoria, que os panfletos foram distribuídos nos primeiros dias de dezembro. Entretanto, foi só nesta terça-feira (19), que eles vieram à tona nas redes sociais, causando revolta nos internautas, que prometeram boicotar o Hirota. No Facebook, já foram criados eventos de manifestação contra o supermercado.

Em comunicado, a empresa lamentou o ocorrido. "O Hirota Food Supermercados lamenta qualquer transtorno que tenha causado pela distribuição da cartilha da família. Reiteramos que em momento algum tivemos a intenção de polemizar, ofender ou discriminar qualquer forma de amor. Em nossos valores não há nenhum tipo de preconceito em relação a gênero, religião ou raça. Atendemos todas as famílias da mesma forma, com a mesma humildade e carinho. Nossas sinceras desculpas a todos".