• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pretendentes à carreira militar deverão escolher entre Corpo de Bombeiros e Polícia no ES

  • COMPARTILHE
Geral

Pretendentes à carreira militar deverão escolher entre Corpo de Bombeiros e Polícia no ES

Para a PM, haverá ao todo oferta de 310 vagas, sendo que 250 são para o Curso de Formação de Soldados Combatentes

Quem estiver interessado em ingressar na carreira militar no Espírito Santo terá que escolher entra e a Polícia Militar (PMES) e o Corpo de Bombeiros (CBMES). Isso porque as provas objetivas para os concursos das instituições acontecerão no mesmo dia e horário, segundo a assessoria de comunicação da PM. No entanto, ainda não foi divulgado quando serão abertas as inscrições.

Para a PM, haverá ao todo oferta de 310 vagas. Serão 250 para o Curso de Formação de Soldados Combatentes, 10 vagas para o Curso de Formação de Soldados Músicos, 30 vagas para o Curso de Formação de Oficiais Combatentes e 20 vagas para Oficiais Médicos.

Para participarem dos processos seletivos, os interessados devem ter no mínimo 18 anos de idade na data da matrícula no curso do respectivo concurso e no máximo 28 anos no primeiro dia de inscrição do concurso. Especificamente para o cargo de oficial médico, os candidatos devem possuir no máximo 35 anos no primeiro dia de inscrição para o concurso.

Além disso, os candidatos devem ter a altura mínima de 1,65m, no caso dos homens, e 1,60m para as mulheres. Todos devem possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou permissão para dirigir automóvel, no mínimo na categoria “B”.

Curso de Formação de Soldados Combatentes

Os candidatos interessados em concorrer a uma das 250 vagas de soldado combatente deverão possuir nível médio de escolaridade e realizar o Curso de Formação de Soldados (CFSd).

Durante o curso, que terá duração aproximada de dois anos e carga horária mínima de 1.800 horas-aula, o aluno soldado receberá um subsídio de R$ 1.162,19 para o custeio de sua formação.

Para ser promovido à graduação de soldado, o aluno soldado deve ser aprovado no CFSd. Após a promoção, o soldado passa a receber um subsídio de R$ 2.646,12, que pode chegar a R$ 3.052,06 de vencimentos caso concorra às escalas de serviço extra.

Durante a carreira, o soldado combatente poderá chegar ao posto de capitão do quadro de oficiais administrativos da PMES.

Curso de Formação de Soldados Músicos

Para participarem do processo seletivo destinado ao preenchimento de 10 vagas para soldado músico, os candidatos devem possuir nível médio de escolaridade, realizarem prova de conhecimentos específicos, além de prova prática de música aplicada por banca examinadora designada pelo Comandante Geral e assessorada por comissão composta por Oficiais da Banda de Música da PMES.

Durante o Curso de Formação de Soldados (CFSd), que terá duração aproximada de dois anos e carga horária mínima de 1.800 horas-aula, o aluno soldado músico receberá um subsídio de R$ 1.162,19 para o custeio de sua formação.

Para ser promovido à graduação de soldado, o aluno soldado deve ser aprovado no CFSd. Após a promoção, o soldado passa a receber um subsídio de R$ 2.646,12, que pode chegar a R$ 3.052,06 de vencimentos caso concorra às escalas de serviço extra.

Durante a carreira, o soldado músico poderá chegar ao posto de capitão do quadro de oficiais administrativos músicos da PMES.

Curso de Formação de Oficiais Combatentes

Nesta edição do Curso de Formação de Oficiais Combatentes (CFO) serão ofertadas 30 vagas. Os candidatos interessados em concorrer a uma das vagas deverão possuir nível médio de escolaridade.

O CFO tem duração de três anos e conta com uma carga horária mínima de 3.700 horas-aula.

A remuneração para o aluno oficial do 1º ano é de R$ 2.461,10, chegando a R$ 3.281,48 no 3º ano de curso. Após a formação, o militar é declarado aspirante a oficial e sua remuneração pode chegar a R$ 6.396,56.

Durante a carreira, o oficial combatente poderá chegar ao posto de coronel do quadro de oficiais combatentes da PMES.

Curso de Adaptação de Oficiais de Saúde (Cados)

Os médicos interessados em concorrer a uma das 20 vagas de oficiais da PMES deverão comprovar a graduação, com registro em Conselho Regional de Medicina e possuir certificado de conclusão de Residência Médica Completa em Programa Credenciado pela Comissão Nacional de Residência Médica – CNRM na especialidade para a qual concorre ou Título de Especialista emitido pela Associação Médica Brasileira (AMB), na especialidade para a qual concorre.

Para concorrer ao posto de 1º tenente do Quadro de Oficiais Médicos, o candidato deve realizar, além das provas específicas, o Curso de Adaptação de Oficiais de Saúde (Cado), que terá no mínimo três meses de duração em regime de tempo integral e de dedicação exclusiva.

A remuneração do candidato durante o Cado corresponde ao subsídio do posto de 1º tenente, que é de R$ 6.971,84.

Durante a carreira, o oficial médico poderá chegar ao posto de major do quadro de oficiais médicos da PMES.

Corpo de Bombeiros

A reportagem solicitou à Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp/ES) informações sobre o concurso para o Corpo de Bombeiros, mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria.