• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Relógio da Praça 8 é restaurado e volta tocar o Hino do ES em Vitória

  • COMPARTILHE
Geral

Relógio da Praça 8 é restaurado e volta tocar o Hino do ES em Vitória

O relógio parou de tocar o trecho do hino capixaba na década de 1970, mas toda a parte técnica foi restaurada

O relógio ficou parado por mais de um ano | Foto: Iures Wagmaker

Após mais de 40 anos em silêncio, o relógio da Praça Oito, localizado no Centro de Vitória, voltou a exercer a função mais característica do projeto original: tocar um trecho do Hino do Estado do Espírito Santo à cada hora. Um dos maiores patrimônios históricos da cidade foi completamente restaurado e reinaugurado nesta quinta-feira (21).

O relógio estava parado há cerca de um ano, quando um problema na rede elétrica danificou o equipamento. O trabalho de restauração durou três meses para ser executado e custou R$ 135 mil, sendo investimentos da Prefeitura de Vitória e do Banco Banestes, em parceria com o Instituto Goia, que executou o trabalho de restauro da torre do relógio. 

De acordo com o prefeito de Vitória, Luciano Rezende, foi preciso solicitar uma autorização especial para o Conselho Estadual de Cultura, para que pudessem ser realizadas as obras. Para ele, a obra possui um importante significado para a cidade. "O relógio está lindo e restaurado. Hoje ele tocou, pela primeira vez, o Hino do Espírito Santo. Cabe à nós agora cuidar desse monumento, que é o que mais representa a cidade", afirmou.

O prefeito ainda afirma que obras como esta fazem parte do processo de revitalização do centro da cidade, que é importante e necessária. "A revitalização do centro é feita com pequenas ações que vão se somando, como a restauração do Relógio, colocação do parquímetro e outras obras", disse.

Para o presidente da Associação de Moradores do Centro de Vitória (Amacentro), Everton Martins, a restauração do relógio simboliza a memória da cidade. "Este é um patrimônio material do Centro. Ela traz consigo toda uma memória de movimentos e ações do poder público que acontece em torno da praça. É um avanço que a prefeitura fornece para a cidade. O centro tem muita coisa para oferecer", declarou.

Restauro

Foto: Iures Wagmaker

Segundo informações da prefeitura, o restauro da torre do relógio, o principal revestimento utilizado foi o pó de pedra, material usado na maioria das edificações restauradas na atualidade. Os principais danos identificados no monumento estão ligados à pichação com spray, além de sujeiras da poluição e umidade.

Para retirar a sujeira foram utilizados jatos de água quente com baixa pressão e, em alguns casos, sabão neutro e lixamento superficial. Já para retirar a tinta spray foi utilizado um removedor, após escovação com escova de cerdas de nylon e água, até a retirada total da camada de tinta. A parte interna foi totalmente lixada e pintada.

Os sinos

Foto: Iures Wagmaker

O trabalho necessário para que o relógio voltasse a tocar a melodia do hino capixaba foi realizado por uma equipe especializada, formada pelos técnicos em automação Sérgio Parreiras, Carlos Lanza e Alcemir de Assis. De acordo com eles, um painel IHM (Interface home-máquina) foi colocado para possibilitar que sejam realizados acertos necessários ao sistema. O equipamento é ligado à um programador que comanda um drive, alimentando um motor que controla os ponteiros do relógio.

Para fazer a máquina executar as notas do hino, foi preciso uma ajuda importante. "Nós somos da área de manutenção e engenharia e não músicos. Não tínhamos musicalidade para colocar para tocar. Com a ajuda de uma professora de música, nós tocamos cada sino separadamente e ela identificou qual era a nota musical. Com a sequência definida, fomos no programa e colocamos o que ela falou. Ficou uma melodia bem próxima ao hino", contou o técnico Sérgio.

A partir da inauguração, a cada hora completa, das 6 às 22 horas, o relógio vai tocar parte do hino e a cada meia hora, será tocado apenas um sinal. O sistema ainda possui equipamentos que permitem que o relógio funcione também em casos de falta de energia elétrica e o ajuste da hora certa, caso a queda da força aconteça por um longo período.

História

O relógio da praça Oito foi instalado em 1942. Ele foi tombado como patrimônio histórico estadual e está sob proteção legal inscrita no Tombo Histórico. Até a década de 1970, o relógio tocou a cada hora os acordes iniciais do hino do Estado do Espírito Santo, quando um defeito deixou o equipamento sem sua principal característica.

Em outubro de 2013, após quase 40 anos sem tocar os primeiros acordes do hino do Espírito Santo, o equipamento foi restaurado pela Prefeitura de Vitória. Três anos depois - no final de 2016 - o aparelho foi danificado em função de oscilações na rede elétrica, queimando o drive do equipamento.