• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Borracheiro é preso dentro de banco na Praia do Canto por suspeita de estelionato

  • COMPARTILHE
Polícia

Borracheiro é preso dentro de banco na Praia do Canto por suspeita de estelionato

Ele teria se passado por um aposentado para conseguir um empréstimo descontado em folha

Um borracheiro foi preso por suspeita de estelionato. Helvio Henrique Cirilo, de 41 anos, foi detido dentro de um banco na Praia do Canto, em Vitória. De acordo com a polícia, ele se apresentou com o nome de um aposentado, morador do interior do Estado, portador de necessidades especiais, para abrir contas e tentar conseguir um empréstimo descontado em folha. Ele acabou sendo descoberto e foi detido na última quarta-feira (25).

“Nós recebemos uma denúncia da agência bancária informando que eles desconfiavam que havia uma pessoa utilizando documentos falsos para abrir conta, solicitar empréstimos, solicitar máquina de cartão, entre outros produtos do banco. No local ele se identificou para a gente com o nome da vítima, com o nome falso. No momento que a gente falou que sabia que era falso, ele se identificou com o nome verdadeiro e confirmou toda a história. Já tinha dois dias que ele estava utilizando aquele documento, já havia aberto conta naquele banco e em outros bancos e estava solicitando novos produtos”, explicou a delegada Rhaiana Bremenkamp.

Para conseguir abrir a conta, o borracheiro montou uma carteira de identidade e a falsificação foi considerada grosseira pela polícia. De posse do documento falso, o borracheiro além da conta bancária também conseguiu crédito em uma loja de eletrodomésticos, onde teria feitos compras. A polícia agora investiga se ele faz parte de uma quadrilha especializada em estelionato.

“A gente gostaria muito de pedir denúncia através do 181 a respeito de novas vítimas, que até compareçam na delegacia. Quem reconhecer esse indivíduo como alguém que fez um empréstimo no seu nome, as instituições bancárias, podem nos procurar”, disse a delegada.

A delegada ainda fez um alerta para os cuidados que a pessoa deve ter para não ter o nome envolvido em golpes. “A gente primeiro tem que ter cuidado com os nossos dados. Não perder documento, mas em caso de perda informar imediatamente à polícia, registrar ocorrência. Ter cuidado com o que publica nas redes sociais. Muitas vezes é de lá que eles retiram e falsificam esses documentos”, alertou a delegada.

O suspeito agora será investigado por estelionato, falsificação de documentos, falsidade ideológica e associação criminosa. Depois de detido, Helvio foi encaminhado para o sistema prisional em Viana.