• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Grupo é assaltado em Cariacica e criminosos levam até material escolar de cabeleireira

  • COMPARTILHE
Polícia

Grupo é assaltado em Cariacica e criminosos levam até material escolar de cabeleireira

A cabeleireira voltava da escola acompanhada de mais três estudantes quando todos foram surpreendidos

O carro apreendido teria sido usado em diversos crimes na região

Várias pessoas foram assaltadas em Cariacica na última semana. Um veículo azul estava envolvido no crime e na última sexta-feira (20), um carro bem parecido foi apreendido. Uma das vítimas do crime foi uma cabeleireira de 20 anos. Dela os criminosos levaram até os materiais escolares.

“É muito ruim. Eu nunca fui assaltada, ainda mais na rua perto da minha casa. Levaram meu material escolar e amanhã eu tenho aula”, contou a jovem.

O assalto aconteceu na semana passada, no bairro Bela Aurora. Era pouco mais de 21 horas e a cabeleireira voltava da escola acompanhada de mais três estudantes. Eles foram surpreendidos por um veículo azul, que passou em alta velocidade. O carro parou e de dentro dele saíram três assaltantes. Um deles estava armado e rendeu todo mundo. “Eles anunciaram o assalto e falaram que não era para correr, se não ia atirar”, disse a vítima.

De acordo com a cabeleireira, uma das vítimas não quis ficar sem a mochila, e chegou a ser ameaçada. Ainda segundo a jovem, os assaltantes estavam em um carro azul, assim como o que foi apreendido na sexta-feira. O veículo também teria sido usado em outros roubos.

Segundo o delegado André Landeira, responsável pela delegacia que atende a região, outras vítimas o procuraram e relataram crimes envolvendo um carro com as mesmas característica. “Nós temos várias denúncias e cinco já estão catalogadas”, informou.

Na última quinta-feira (19) um veículo muito parecido e um homem foram apreendidos em Cariacica. A polícia acredita que o carro tenha sido usado nos crimes. O delegado ainda alerta que caso alguém tenha sido vítima de um crime e reconheça o veículo, pode procurar a delegacia, na BR 262, em Campo Grande. “Não deixe de fazer o registro. Quanto mais registros tiver, melhor para fazer o reconhecimento”, destacou.