• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Menor é apreendido e assume participação na tentativa de assalto a condomínio de luxo na Serra

  • COMPARTILHE
Polícia

Menor é apreendido e assume participação na tentativa de assalto a condomínio de luxo na Serra

O adolescente disse que foi o suspeito que foi morto que organizou o crime


Um adolescente de 16 anos, que teria participação na tentativa de assalto dentro de condomínio de luxo na Serra, foi apreendido 8 horas depois do crime. Com ele a polícia encontrou uma roupa camuflada e um capacete.

“O fato ocorreu por volta das 2h30. A Divisão Patrimonial foi acionada e os policiais foram até o local. Eles entrevistaram alguns familiares e tiveram acesso a pessoas que tem um certo convívio com Leandro, que foi morto no local. Chegando ao menor, ele confessou o crime, ele falou da participação de outros dois indivíduos”, disse o chefe da Divisão Patrimonial, o delegado Fabiano Rosa.

O adolescente, segundo a polícia, invadiu a casa junto com Leandro da Conceição Victor, de 33 anos, que morreu no local. Ele assumiu ter participação no crime. “Segundo o menor, eles chegaram no local e fizeram o uso de uma pá para fazer um buraco e ter acesso ao condomínio. O menor e o Leandro entraram. O adolescente teve acesso a residência por uma báscula da cozinha e abriu a porta para que o outro entrasse. Depois renderam o casal”, explicou o delegado.

De acordo com policiais da Divisão Patrimonial, outros dois jovens participaram do crime e estão foragidos. São os irmãos Willian Mariano da Silva, de 23 anos, e Breno Mariano da Silva, de 22 anos. Uma espingarda calibre 12 de fabricação caseira foi encontrada na casa deles.

A polícia acredita que os suspeitos escolheram a casa invadida de forma aleatória, pelo simples fato de ser a mais perto do matagal, por onde acessaram o condomínio. Leandro, que morreu no local, foi quem teria arquitetado todo o crime. “Segundo informações do menor, o Leandro que planejou todo o crime e que ele e os irmãos teriam sido convidados na noite anterior”, afirmou Rosa.

Leandro morreu após a dona da residência, que é uma policial civil, reagir e atirar contra ele. Na ocasião, leandro estava junto com o adolescente apreendido, que tinha conseguido fugiu a pé. Leandro e os irmãos que estão foragidos. Segundo a polícia, possuem várias passagens pela Justiça. A investigação continua.