• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Veja as perguntas não respondidas por Hilário Frasson durante interrogatório

  • COMPARTILHE
Polícia

Veja as perguntas não respondidas por Hilário Frasson durante interrogatório

O policial civil se reservou do direito de permanecer calado diante dos questionamentos do Ministério Público e dos assistentes de acusação

Hilário prestou depoimento na tarde desta quarta-feira (25) | Foto: Reprodução/TV Vitória

O policial civil Hilário Frasson, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da ex-esposa Milena Gottardi, prestou depoimento, na tarde desta quarta-feira (25), na 1ª Vara Criminal de Vitória.

Questionado sobre o crime pelo juiz Marcos Pereira Sanches, responsável pelo julgamento do caso, Hilário respondeu: "Não sei por que meu nome está envolvido neste processo. Não tenho problemas ou inimizade com ninguém a ponto de atribuírem esse crime a mim", disse o ex-policial civil.

Leia também:
>> "Sofro com a morte de Milena", diz Hilário Frasson em depoimento
>> Hilário pediu ajuda a ex-secretário de Estado sobre câmeras em apartamento, diz advogado de defesa
>> Hilário não responde perguntas de Sales em audiência e advogado relata possível perseguição
>> Justiça nega habeas corpus e mantém prisão de acusados de assassinar Milena Gottardi

Durante toda a audiência, Hilário respondeu apenas perguntas realizadas pelo juiz e pelo seu advogado, Leonardo Gagno. Questionado pelo Ministério Público e pelo advogado Renan Sales, assistente de acusação, Hilário Frasson permaneceu o tempo todo em silêncio. 

Veja as perguntas que não foram respondidas por Hilário:

Questionamentos do Ministério Público Estadual:

- Como era a personalidade de Milena?

- Milena era uma boa mãe?

- Milena era uma pessoa agressiva?

- Milena agredia as filhas?

- É inocente?

- Foi solicitada a instalação de câmera em quarto, varanda e/ou cozinha do apartamento?

- Por que foi pedido para instalar câmera no quarto com foco na cama do casal?

- O que foi buscar no apartamento no dia seguinte à morte da vítima?

- Por que desistiu de contratar o serviço de instalação da câmera por Marcelo Thompson?

- Como foi o encontro de Dionathas e Valcir no posto de gasolina na Serra/ES?

- Possuía um veículo caminhonete S10 branca na época deste encontro?

- No dia dos fatos, ligou para o dr. Tarcísio?

- Quem tinha a tela de monitoramento do carro de Milena?

- O que aconteceu no bar onde foi comemorado o último aniversário de Milena, que a deixou bastante contrariada?

- Tomou conhecimento sobre o conteúdo descrito na mensagem gravada com a voz de Milena para uma amiga?

- Qual foi a reação ao saber sobre o conteúdo da citada gravação?

- Qual foi a reação do seu pai, Esperidião, no dia em que houve uma reunião na casa dele, com a presença de Milena, e esta disse que estava caminhando pelas próprias pernas e que não mais precisava de ajuda financeira?

- O que tem a dizer sobre a notícia nos autos sobre o desaparecimento de R$ 5.800,00 de seu gabinete da assessoria técnica da PC-ES, quantia esta dita pelo interrogando que seria para quitar o financiamento da caminhonete e que tal montante foi pego emprestado de uma pessoa de Lourival para ser restituído mais tarde?

- Sabe explicar por que a dívida da caminhonete foi paga no dia seguinte, com valores em espécie?

- Sabe informar se seu pai colocou a propriedade à venda?

- Sabe informar se sua mãe está residindo em outra casa no centro da cidade, em Fundão/ES?

- Pode explicar por que funcionários da escola de suas filhas nutrem temor pelo senhor?

- Embora tenha explicado que usava de cautela quando andava armado para evitar constrangimento, sabe explicar o porquê de os funcionários da escola afirmarem que o senhor aparecia na escola expondo o armamento?

- Se fala que é inocente e ama tanto sua esposa e suas filhas, poderia explicar porque não compareceu ao enterro de Milena?

- Se não conhece o Dionathas, sabe informar porque ele declara, cristalinamente, que foi contratado por Valcir e Hermenegildo, os quais foram diretamente contratados pelo senhor para executar o crime contra Milena?

- Poderia informar se, como Doutor em Direito e Policial Civil, diante de uma instrução criminal, não tem interesse em responder às perguntas do Ministério Público Estadual, cujo único objetivo é a percepção da verdade real?

Questionamentos do assistente de acusação, Dr. Renan, Dra. Naiara e Dra. Jamilly:

- Por que apagou em seu celular as mensagens que trocou com a dra. Milena?

- Por que enviava vídeos praticando tiro, portando arma de fogo, para Milena e seus familiares?

- Por que no dia em que foi liberar o corpo de Milena no DML acessou conteúdo pornográfico em seu aparelho celular móvel, já que a amava tanto?

- Por que se recusou a entregar seu aparelho celular para o Delegado de plantão no dia do crime?

- Já que afirmou, nesta ocasião, que seu relacionamento com Milena não era conturbado, por que, em várias ocasiões, sua ex-esposa enviava a pessoas diversos áudios, por aplicativo de telefone celular, cujos conteúdos davam conta do contrário?

- Já que afirmou, nesta ocasião, que seu relacionamento com sua ex-esposa não era conturbado, por que sua ex- esposa, na carta que deixou antes de ser morta, dava conta do contrário?

- Por que a dra. Milena, em reuniões inclusive com a família do senhor, demonstrava pavor do senhor e vontade urgente de divorciar-se?

- O monitoramento veicular do carro de Milena era de conhecimento de outro membro da família dela?

- Considerando, que nesta ocasião, ter dito que a dra. Milena era quem fazia o monitoramento por aplicativo do rastreamento seu veículo, por que era o aparelho do senhor que tinha o aplicativo?

- Por que Milena acreditava estar sendo espionada por aplicativo de telefone móvel, conhecido como Whatsapp?

- Costumava levar outras mulheres para a casa de seu amigo Tarcísio quando lá residiu?

- Consegue explicar os motivos pelos quais várias testemunhas que aqui depuseram disseram que nutriam medo do senhor?

- É inocente?

Questionamentos da Defesa do acusado Hermenegildo (Dr. David Marlon), Defesa do acusado de Dionathas e Bruno (Dr. Leonardo da Rocha e Dra. Vladia):

- Qual o carro utilizado pelo senhor 20 dias antes da morte de Milena?

- Era um ou mais de um modelo [do carro] e, se sim, qual era o modelo ou cor?

- Frequentava ou abastecia o veículo no posto Arara Azul, em Laranjeiras, na Serra/ES?

- Tinha, na função de policial civil, colete balístico?

- Se sim, era comum andar com o colete dentro de seu carro?

- Andava com arma dentro do carro e, em caso positivo, em que lugar do veículo, normalmente, deixava o armamento quando dirigia?

- Em alguma hipótese, esteve, por algum motivo que seja, em algum posto de gasolina na Serra/ES, em algum encontro com o Valcir em, aproximadamente, 20 dias antes da morte de Milena?

- Esteve, em alguma oportunidade, na companhia de Valcir e do Dionathas, ou outra pessoa, dentro de seu veículo, na cidade da Serra/ES, quando teria passado informações, em detalhes, referentes à execução de sua esposa?

- Nesta oportunidade, caso tenha ocorrido, mostrou para Dionathas, em seu celular, o deslocamento da sua esposa, então monitorado pelo rastreador veicular?

- Eventualmente, orientou Dionathas quando este encontro ocorrido na Serra/ES, 20 dias antes dos fatos, para que executasse sua esposa, Milena, na cidade da Serra/ES, tendo em vista ser ali amigo do Juiz de Direito atuante naquele município?

- Nas dependências deste Fórum, quando da realização das primeiras audiências de instrução e julgamento deste processo ofereceu ou mandou oferecer dinheiro para que Dionathas mudasse seu depoimento e assumisse o crime, que fizesse o papel de homem, assumindo o crime sozinho, isentando-o da sua responsabilidade?