Adolescente usa facão para defender a mãe de agressões do pai em Cariacica

Polícia

Adolescente usa facão para defender a mãe de agressões do pai em Cariacica

Suspeito foi detido durante a madrugada. Ele usava um pé de cabra para agredir a esposa

Foto: Reprodução TV Vitória

Um homem, de 44 anos, foi preso suspeito de agredir a esposa, no bairro Porto de Santana, em Cariacica. O filho do casal, um adolescente de 12 anos, tentou defender a mãe das agressões e acabou usando um facão para ferir o pai. Segundo a Polícia Militar, a mulher estava sendo agredida com um pé de cabra, quando o filho entrou na briga e a salvou.

O pai do suspeito de agredir a mulher contou que o filho foi detido na madrugada desta quarta-feira (07). De acordo com a  família, ele faz uso de drogas e bebe muito. Por conta disso, acaba arranjando confusão em casa, que acabam em violência, assim como aconteceu durante a madrugada. 

O homem chegou em casa alterado, discutiu com a esposa e partiu para as agressões. A mulher contou à Polícia Militar que apanhou com socos, chutes e um pé de cabra. Na casa também estava o filho do casal, que vendo a mãe ser agredida, pegou um facão, reagiu e deu vários golpes no pai.

O avô do menino soube da confusão e quando chegou na casa da família, encontrou uma cena assustadora na residência, com muitas marcas de sangue.  Os familiares e a mulher, de 36 anos, acionaram o 190 e a Polícia Militar atendeu a ocorrência.

Os militares informaram que encontraram a mulher com lesões na cabeça, na boca e reclamando de dores. Já o suspeito, estava bastante ferido, com vários cortes pelo corpo, principalmente na cabeça. Os militares contaram que, mesmo assim, o homem resistiu à abordagem, pois não queria ser detido.

Foram acionadas duas equipes do Samu e o casal foi levado para um hospital, em Vitória. O homem está sob escolta policial. O filho dos casal foi encaminhado para a Delegacia de Atendimento à Mulher, na condição de vítima,  acompanhado pelo avô paterno. O idoso acredita que o neto agiu de maneira correta.

Indignado, o pai do suspeito contou que a polícia já foi acionada outras vezes pela nora por causa de violência doméstica. O casal tem um relacionamento de 20 anos. O idoso explicou que os dois já se separaram por conta de uma medida protetiva, mas reataram.

Apesar de concordar que o filho precisa estar preso pelo o que fez, o comerciante tem uma preocupação: a condição financeira da família. O idoso esclareceu que o suspeito é mecânico de máquinas pesadas e lesionou o ombro. Por conta disso, tem uma perícia agendada no INSS para tentar um auxílio-doença. 

Agora, ele teme que o filho seja impedido de receber o benefício e a família ainda passe por necessidades financeiras.


*Com informações da repórter Jéssica Cardoso, da TV Vitória/Record TV