• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cadeirante é presa após furtar produtos de um supermercado em Vila Velha

  • COMPARTILHE
Polícia

Cadeirante é presa após furtar produtos de um supermercado em Vila Velha

Ela estava com um comparsa e escondia produtos em uma bolsa. A cadeirante já havia sido detida outras vezes pelo mesmo tipo de crime

Uma mulher em uma cadeira de rodas foi detida suspeita de furtar produtos em um supermercado de Vila Velha. De acordo com a polícia, ela estava com um comparsa e escondia produtos em uma bolsa. A cadeirante já havia sido detida outras vezes pelo mesmo tipo de crime.

Irene de Freitas, 39 anos, foi presa por policiais militares logo que deixou o supermercado, localizado no bairro Aribiri, após furtar produtos de higiene do estabelecimento. O crime aconteceu na tarde dessa quarta-feira (16). Para cometer o furto, ela recebeu a ajuda de um comparsa, que também foi preso.

A suspeito chegou ao supermercado em uma cadeira de rodas e  acompanhada do comparsa e foram direto para a sessão de cosméticos do estabelecimento. Segundo seguranças do estabelecimento, o homem observava a movimentação e escolhia o momento certo para retirar os produtos da prateleira. Logo em seguida, a mercadoria era colocada em uma sacola.

Ele repetiu a ação diversas vezes, até conseguir pegar 10 produtos. Depois eles saíam do supermercado sem pagar, mas foram acompanhadas de um segurança, que fez a abordagem. "Dentro da bolsa dela tinha três pares de sandália, que não eram de nossa loja e três potes grande de creme. Mas os nossos era shampoo e creme de bebê", disse o gerente José Milton Marcarini.

A dupla é uma antiga conhecida do supermercado. Segundo seguranças, os dois já haviam estado diversas vezes no local, sempre em atitude suspeita. Dessa vez, toda a ação foi acompanhada e eles acabaram pegos.

A cadeirante também é uma antiga conhecida da policia e já foi presa pelo mesmo crime, em novembro do ano passado. Na época, a comparsa era a irmã dela,  identificada como Iranilda de Freitas, 40 anos, que também foi detida. A tática usada por elas foi a mesma, entrar de cadeira de rodas no estabelecimento para não levantar suspeitas.

Por hora, a cadeirante, que foi levada para a Delegacia Regional de Vila Velha, segue presa. Na manhã desta quinta-feira (17) foi transferida para o presidio feminino estadual.

A Secretaria de Justiça (Sejus) informou que o comparsa que estava com ela ainda não deu entrada no Sitema Prisional pelo furto cometido, mas já possui passagem em 2014 e 2017 por roubo e porte de arma. Já Irene, a cadeirante que já está detida, foi presa em fevereiro pelo mesmo motivo e ficou detida até março. No caso de novembro, as irmãs foram presas e liberadas no mesmo dia.