• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Estamos falando de um monstro', diz secretário de Segurança Pública

Morte irmãos carbonizados

  • COMPARTILHE
Polícia

'Estamos falando de um monstro', diz secretário de Segurança Pública

O Secretário de Segurança Pública do Estado, Nylton Rodrigues, se limitou a definir o acusado em poucas palavras

"Um perfil com uma crueldade acentuada", definiu a delegada Suzana Duarte Garcia, titular da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente e ao Idoso de Linhares, ao ser questionada sobre o comportamento de Georgeval Alves, acusado de abusar sexualmente e matar o filho e o enteado.

Durante a coletiva, que aconteceu na manhã desta quarta-feira (23), a delegada afirmou ainda que o distanciamento emocional percebido no pastor, também foi observado após o crime.

"É uma pessoa com um distanciamento emocional e qualquer ausência de vínculo afetivo com seus familiares. Normalmente, isso já é uma característica de autores de crimes do âmbito familiar. O investigado, em específico, sobressai a esse perfil, tanto que a crueldade dele é potencializada. Uma pela distanciamento emocional, pela crueldade dos atos em si e a gente percebe essa continuação do distanciamento emocional no pós, tanto utilizando-se da fé para a promoção pessoal de um ato cruel que ele praticava. É um perfil com uma crueldade acentuada", afirmou.

O Secretário de Segurança Pública do Estado, Nylton Rodrigues, se limitou a definir o acusado em poucas palavras: "A doutora Suzana foi extremamente técnica, mas a verdade é que estamos falando aqui de um monstro" concluiu Rodrigues.