• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ex-vereador de Mimoso do Sul é condenado a mais de 18 anos de prisão por morte de empresário

  • COMPARTILHE
Polícia

Ex-vereador de Mimoso do Sul é condenado a mais de 18 anos de prisão por morte de empresário

Jardel foi julgado pelo crime de homicídio duplamente qualificado

O ex-vereador de Mimoso do Sul, José Jardel Astolpho, acusado pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES) de ser o mandante do assassinato do próprio cunhado, Sebastião Carlos de Oliveira Filho, foi condenado a 18 anos e seis meses. Ele foi à júri popular na última quinta-feira (10) e o julgamento terminou na noite da última sexta-feira (11).

O crime ocorreu em julho de 2008. Jardel foi julgado pelo crime de homicídio duplamente qualificado: motivo torpe e sem chance de defesa por parte da vítima.

Sebastião foi morto no interior de seu veículo, quando saía de sua residência, no centro de Mimoso do Sul. O crime foi supostamente motivado por uma dívida de R$ 200 mil envolvendo a prefeitura e o posto de gasolina em que eram sócios. A vítima estaria fazendo constantes cobranças ao vereador, que já teria recebido o pagamento e não havia repassado sua parte.

>> Vereador acusado de mandar matar o próprio cunhado sai da cadeia

Em novembro do ano passado, a Justiça deferiu pedido do Ministério Público do Espírito Santo (MPES) e transferiu o júri do vereador para Vila Velha. Para o MPES, a transferência foi necessária devido às denúncias de ameaças praticadas pelo vereador contra testemunhas e jurados. O júri terá início às 9h, em Vila Velha. Se condenado, pode pegar mais de 15 anos de prisão. Ele chegou a ser preso temporariamente em 2009, mas responde ao processo em liberdade.