• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Força-tarefa se reúne para avaliar investigações sobre morte de irmãos em Linhares

Morte irmãos carbonizados

  • COMPARTILHE
Polícia

Força-tarefa se reúne para avaliar investigações sobre morte de irmãos em Linhares

Delegados que estão à frente do caso estiveram em Vitória para participar da reunião, ocorrida na sede da Sesp

Delegados de Linhares estiveram na Sesp, em Vitória, para participar de uma reunião

Os delegados que estão à frente das investigações a respeito da morte dos irmãos Joaquim Alves Sales, de 3 anos, e Kauan Sales Burkovsky, de 6, estiveram em Vitória, na manhã desta sexta-feira (18), para participar de uma reunião na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp). De acordo com a secretaria, a força-tarefa esteve reunida "para avaliar os andamentos das investigações sobre as mortes dos irmãos de 3 e 6 anos, no dia 21 de abril".

Por meio de nota, a Sesp informou ainda que a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Infrações Penais e Outros (Dipo) e da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Linhares, solicitou ao Ministério Público, nesta quinta-feira (17), a prorrogação da prisão temporária, de mais 30 dias, do pastor Georgeval Alves Gonçalves, de 36 anos, pai de Joaquim e padrasto de Kauã. De acordo com a Sesp, o pedido foi justificado pelo fato da polícia estar trabalhando com a linha de investigação de homicídio.

A secretaria informou ainda que o caso segue sob segredo de Justiça, com acompanhamento do Ministério Público e que informações adicionais, além das já divulgadas, serão passadas pelo delegado responsável pelo caso, após a conclusão do inquérito policial.

Polícia Civil pediu a prorrogação da prisão de Georgeval Alves, que está preso desde o dia 28 de abril