• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

George conversa pouco e está em uma cela com TV. Veja fotos do suspeito no presídio

Morte irmãos carbonizados

  • COMPARTILHE
Polícia

George conversa pouco e está em uma cela com TV. Veja fotos do suspeito no presídio

Imagens obtidas com exclusividade pela Rede Vit´ória mostram as diversas tatuagens no corpo do ex-cabeleireiro e a marca de queimadura no pé

Imagens obtidas com exclusividade pela Rede Vitória mostram Georgeval Alves, apontado pelas investigações como o responsável pela morte dos irmãos Joaquim Alves Sales, de 3 anos, e Kauã Sales Butkovsky, de 6, no Complexo Penitenciário de Viana, onde o ex-cabeleireiro está preso desde o final do mês passado. A cela dele fica em um setor destinado à presos de baixa periculosidade. Segundo servidores, George, como é chamado, conversa pouco e é discreto. 

A queimadura que George alega ter sofrido também aparece nas imagens. De acordo com um laudo de exame corporal, a marca seria do tamanho de uma moeda. Durante depoimento para a polícia, o ex-cabeleireiro afirmou que o ferimento foi causado pelo fogo, depois que ele tentou salvar o filho e o enteado.

Em outras imagens, é possível ver que George possui tatuagens no ombro, nos braços e nas pernas. Em uma delas, está o nome da esposa. As fotos foram tiradas no dia 28 de abril, quando George deu entrada na Penitenciária de Viana. Desde que chegou ao local, o homem está detido na ala de pensão alimentícia, destinada a presos de pouca periculosidade, e divide cela com outros quatro detentos.

Durante toda manhã desta quinta-feira (24), houve movimentação no presídio. Todos os carros que chegavam ao local eram vistoriados pelos inspetores. Segundo informações de funcionários, há dois dias George não recebe visitas.

A expectativa era de que o suspeito fosse transferido para o presídio de Xuri, em Vila Velha. No entanto, segundo a Secretaria de Justiça (Sejus), não há previsão para que isso aconteça. Além de George, mais de 10 mil presos estão custodiados no local.

Todos os dias, os detentos têm direito a quatro refeições. Pela manhã, os presos recebem dois pães e café com leite. O almoço é servido às 11h30 e o jantar chega às 16h30. George tem direito a banho de sol e está em uma cela equipada com televisão e beliches.