• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Homem que atingiu empresária com vergalhão é indiciado a 66 anos de prisão

  • COMPARTILHE
Polícia

Homem que atingiu empresária com vergalhão é indiciado a 66 anos de prisão

O crime aconteceu no dia 4 de maio, quando a empresária voltava para casa após buscar o filho na escola

A Polícia Civil, por meio de Delegacia Especializada de Homicídio Contra a Mulher, concluiu o inquérito que investigava a morte da empresária Simone Venturini Tonani, 43 anos, que foi atingida por um vergalhão no início deste mês em Vila Velha. O responsável pelo crime foi indiciado a 66 anos de prisão.

Segundo o delegado que investigou o crime, Janderson Lube, o trabalho foi realizado por meio de depoimentos do suspeito e analisando as imagens das câmeras de videomonitoramento. Felipe Rodrigues Gonçalves, 31 anos, vulgo Alemão, afirmou que teria sido agredido verbalmente por uma outra pessoa que passava pela rua, ficou nervoso e resolveu descontar na primeira pessoa que passasse.

Felipe ainda teria admitido que viu que o vidro do carro da empresária estava abaixado. Com isso, ele mirou o vergalhão e lançou contra o veículo, na tentativa de acertar em um passageiro do carro. Diante deste depoimento, o delegado concluiu que trata-se de um crime premeditado.

Ele foi indiciado por homicídio triplamente qualificado, motivo fútil, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima. Felipe também foi indiciado por tentativa de homicídio contra o filho dela, que também estava no carro, e por danos ao patrimônio público, por ter retirado o vergalhão de uma obra da prefeitura. Ao todo, ele foi indiciado por 66 anos de prisão.

O delegado ainda afirmou que Felipe não deve ser encaminhado para um manicômio, pois mesmo estando sobre efeito de drogas, ele estava ciente do que estava fazendo no dia do crime.