• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Operação das polícias civil e militar prende quadrilha acusada de roubos em Guarapari

  • COMPARTILHE
Polícia

Operação das polícias civil e militar prende quadrilha acusada de roubos em Guarapari

Os três indivíduos foram detidos e o material dos roubos recuperado.

Aline Couto

Redação Folha da Cidade
Os irmão (Anderson de azul, Jeferson de branco e Kerison de amarelo) foram presos por roubar comércios em Guarapari. 

Uma ação conjunta entre a Polícia Civil e a Polícia Militar, na noite desta quinta-feira (10), terminou na prisão de três homens procurados por um grande número de roubos no comércio de Guarapari. O material dos roubos foi recuperado e ainda foram apreendidos dois simulacros de arma de fogo com os acusados.

Os detidos, Anderson Gil da Silva, 26 anos, Jeferson Gil da Silva de 24 e Kerison Gil da Silva, 18, são irmãos e dois deles, Anderson e Jeferson, já tinham mandato de prisão expedido, sendo Jeferson considerado foragido.

Os irmãos roubaram aparelhos eletrônicos, perfumes, roupas e celulares e de acordo com o delegado da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), Marcos Nery, eles estavam se escondendo no bairro Portal Club, no próprio município. “Descobrimos o local onde se encontravam e quando Jeferson foi buscar um lanche no comércio local, estávamos lá esperando”, contou o delegado.

Registro da ocorrência. 

Jeferson levou os policiais a casa onde ele e os irmãos estavam residindo, e no momento da chegada dos policiais, Anderson pulou o muro na tentativa de fuga. “Nós o capturamos em uma mercearia perto da casa dele”, relatou Marcos Nery.

Na casa ainda se encontravam os pais do acusados, Luciene Gil e Waldecir Bernardo, além da namorada de Anderson, Tailana. Segundo Nery, os pais contaram que estavam de passagem para uma visita e que moram no bairro Adalberto Simões Nader.

Nery ainda acrescentou que o irmão mais novo falou que na casa dos pais havia mais material proveniente dos roubos. “Os policiais foram até o local e acharam perfumes em uma sacola no quarto da mãe dos acusados”, pontuou.

“Achamos que Luciene sabia dos crimes dos filhos, por isso será investigada para sabermos se tinha alguma participaram nos roubos”, concluiu o delegado.